Cultura no Ponto

Encontro Internacional de Dança reúne espetáculos em evento online

Fotos: Rubens Cerqueira

Encontro Internacional de Dança reúne espetáculos em evento online

De 21 e 28 de fevereiro, acontece o 13º Encontro Internacional de Dança Contemporânea. Por conta das medidas de segurança impostas pela pandemia do novo coronavírus, o evento potiguar acontece exclusivamente pela internet. Todas as apresentações serão transmitidas pelo canal do Encontro de Dança no YouTube.

A programação gratuita com curadoria de Diana Fontes, idealizadora e coordenadora geral do evento, inclui espetáculos locais, nacionais e internacionais, além de bate-papos com convidados que são referência no meio artístico. Ao todo, serão apresentados 14 espetáculos, sendo seis internacionais, dois nacionais e seis da Plataforma de Dança do Rio Grande do Norte.

A abertura, dia 21, contará com o espetáculo “As Canções que você dançou para mim”, da Focus Cia de Dança, uma das mais atuantes companhias de dança do Rio de Janeiro.

Nos dias seguintes, o público poderá conferir a mostra Solos Stuttgart, com seis solos premiados no Internationales Solo Tanz-Theater Festival de 2019, realizado na Alemanha. Nesta edição participam bailarinos da Bélgica, Brasil, Canadá, Itália, Israel e França.

Os espetáculos potiguares que compõem a Plataforma de Dança do Rio Grande do Norte foram selecionados através de edital.  São eles: “O Corpo e Uma Farsa”, de Anízia Marques Cia De Dança; “Die Eienen, Die Anderen”, da Companhia Giradança; “Querendo…”, do Entre Nós Coletivo De Criação; “Rio Cor de Rosa”, da Companhia de Dança Do Teatro Alberto Maranhão/CDTAM; “Goldfish”, do artista independente Alexandre Américo e “Dançar Álbuns Inteiros - Ficção", de Álvaro Dantas. Todas as obras selecionadas receberão uma crítica de Cássia Navas, uma das mais renomadas críticas de dança do país.

O evento encerra com apresentação da companhia goiana Quasar, com o espetáculo “No Singular”.

Completam a programação da semana as mesas redondas com temas “A Dança na era Remota”, “Criação a Distância” e “Dança sem fronteiras”. Entre os convidados, Henrique Rodovalho (Quasar Cia de Dança/GO), Marcelo Santos (Solos de Stuttgart/Alemanha), Fabiano Carneiro (FUNARTE/RJ), Alex Neoral (Focus Cia de Dança/RJ), Wanie Rose Medeiros (Cia de Dança do Tam/RN) e Willy Helm, bailarino e coreógrafo.

O lema “Encontrar é preciso”, que há alguns anos tem sido bandeira do evento, segue em uso. “Encontrar mesmo que no virtual tornou-se algo essencial para que tenhamos a possibilidade de superar o isolamento que a situação atual nos impõe. Este formato nos possibilita ainda enxergar mais longe, reunindo artistas e espectadores de além fronteiras”, conta Diana Fontes.

O encontro é promovido por Diana Fontes Direção e Produção Cultural, com recursos da Lei Aldir Blanc Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal. O evento também tem parceria cultural com o Internationales Solo-Tanz-Theater Festival Stuttgart.

PROGRAMAÇÃO

DOMINGO 21.02
20h Abertura do Encontro Internacional de Dança | Live A Trajetória do Encontro Internacional de Dança: Memórias e Afetos com Diana Fontes e convidadas
21h Espetáculo “As Canções que você dançou para mim”, Focus Cia de Dança

SEGUNDA 22.02
21h O Corpo e Uma Farsa - Anízia Marques Cia De Dança
Solo de Stuttgart Loretta Pelosi Oliveira (Brasil)

TERÇA 23.02
21h Die Eienen, Die Anderen - Companhia Giradança
Solo de Stuttgart Lida Cordero Rijo (Itália)

QUARTA 24.02
21h Querendo… - Entre Nós Coletivo De Criação
Solo de Stuttgart Seth Buckley (Canadá)

QUINTA 25.02
20h Live “Arte que transforma vidas” com Diana Fontes e Joana Patino
21h Rio Cor de Rosa - Companhia de Dança Do Teatro Alberto Maranhão/CDTAM
Solo de Stuttgart Nina Plantefeve- Castryck (Bélgica)

SEXTA 26.02
20h Mesa Redonda “Dança sem Fronteiras” com Willy Helm, Marcelo Santos e Diana Fontes
21h Goldfish - Alexandre Américo
Solo de Stuttgart Leïla Ka (França)

SÁBADO 27.02
20h Mesa Redonda “A dança na era remota” com Alex Neoral, Wanie Rose Medeiros e Diana Fontes
21h Dançar Álbuns Inteiros - "Ficção" - Álvaro Dantas
Solo de Stuttgart Shirly Barbie (Israel)

DOMINGO 28.02
20h Mesa Redonda “Criação à Distância” com Fabiano Carneiro, Henrique Rodovalho e Diana Fontes
21h Espetáculo “No Singular”, Quasar Cia de Dança

SERVIÇO
Encontro Internacional de Dança Contemporânea
De 21 a 28 de fevereiro
www.youtube.com/encontrodedanca

Teaser: https://youtu.be/kSkyDpKugos 

Encontro Internacional de Dança Contemporânea seleciona espetáculos potiguares

Fotos: Brunno Martins

Encontro Internacional de Dança Contemporânea seleciona espetáculos potiguares

Já está aberto o edital para a Plataforma de Dança Contemporânea do RN, que vai selecionar espetáculos de companhias, grupos e artistas potiguares para integrarem a programação do 13º Encontro Internacional de Dança Contemporânea, que este ano será realizado pela internet. As inscrições vão até o dia 10 de fevereiro.

Serão selecionados cinco espetáculos com duração de 20 e 40 minutos, que terão transmissão única pelo YouTube. Os proponentes precisam ser residentes ou estarem sediados no Rio Grande do Norte.

As inscrições acontecem por meio de um formulário eletrônico, disponível no linktr.ee/encontrodedanca, e precisam ser validadas com o envio de documentos complementares através de e-mail.

Apesar de ser exclusivamente on-line, por conta das medidas de segurança impostas pela pandemia do novo coronavírus, o evento, que acontece de 21 a 28 de fevereiro, segue a programação de anos anteriores, com espetáculos locais, nacionais, internacionais, oficina e mesa redonda.

O evento é uma realização de Diana Fontes Direção e Produção Cultural, com recursos da Lei Aldir Blanc Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

 

 

 

 

Seguem até dia 4 de fevereiro as inscrições para oficina de produção audiovisual

Fotos: Romulo Sckaff

Seguem até dia 4 de fevereiro as inscrições para oficina de produção audiovisual

A Demaré Mídias e Produções está com inscrições abertas até o dia 4 de fevereiro para a oficina cultural Produção no Audiovisual, uma iniciativa em formato on-line e de acesso gratuito, voltada para produtores independentes, estudantes, agentes culturais, realizadores e outros públicos interessados em ampliar seus conhecimentos acerca do planejamento e da execução de filmes para o cinema, seja ficcional ou documental.

Orientada e realizada Dênia Cruz, a Oficina vai abordar conteúdos como o que é produção executiva; como desenhar a equipe; como definir o cronograma de produção; como elaborar orçamentos; quais as etapas de pré-produção, produção (filmagem) e pós-produção, incluindo a prestação de contas. Com um formato que privilegia o compartilhamento de experiências, a Oficina ainda contará com a presença dos convidados Jouhan Jean, Paolo Araújo, Vlamir Cruz, Fernanda Gurgel, Vinícius Soares e Ana Paola, profissionais do setor audiovisual que vão falar sobre áreas como: direção de fotografia, som direto, mixagem e desenho de som, montagem, trilha sonora e direção de arte.

Para participar, os interessados deverão fazer sua inscrição através de formulário disponível no Instagram @demareproducoes. As aulas serão realizadas nos dias 10, 11,12 e 13 de fevereiro.  

Oficina de Produção Audiovisual é uma realização da DeMaré com produção da Alma do Minho, da jornalista e produtora cultural Ana Paula Medeiros. O projeto foi selecionado na Chamada Pública da Lei Federal de Emergência Cultural Aldir Blanc. Conta com o Patrocínio da Fundação José Augusto, do Governo do Estado do RN, da Secretaria Especial da Cultura, do Ministério do Turismo e do Governo Federal.

Hoje tem Choro da Terra no Som da Mata

Fotos: Tiago Lima

Hoje tem Choro da Terra no Som da Mata

A atração deste Som da Mata virtual será o grupo regional "Choro da Terra", composto pelos músicos Anchieta Menezes (violão 7 cordas), 
Raphael Almeida (cavaquinho), David Silva (pandeiro) e Jonathas Marques (clarinete).

Com um repertório totalmente dedicado ao gênero tipicamente brasileiro, nesta apresentação o grupo executará composições autorais. O regional constrói seu ritmo divulgando o Choro e estilos como Polca, Maxixe e Valsa.

O projeto Som da Mata acontece graças à renúncia fiscal da Prefeitura do Natal, através da Lei Djalma Maranhão, e do aporte financeiro da 
Unimed Natal, Arena das Dunas e Uniodonto RN, além do apoio do Governo do Estado, através do IDEMA e da Padaria Hora do Pão.

Show do grupo Choro da Terra

Plataformas: INSTAGRAM (@SOMDAMATA) | FACEBOOK (SOM DA MATA) | YOUTUBE (SOM DA MATA)

Lançamento: 31 de janeiro, às 16h30

Manhã deste domingo tem o espetáculo Chá das Princesas no Bosque Encena Virtual

Manhã deste domingo tem o espetáculo Chá das Princesas no Bosque Encena Virtual

O Bosque Encena Virtual traz a companhia Fábrica das Maravilhas para apresentar o espetáculo Chá das Princesas.

O enredo se passa depois do felizes para sempre, em que as princesas vivem alegremente em seus castelos. O príncipe e os anões da Branca de Neve viajam para uma mina muito distante e a princesa decide então reunir suas melhores amiga - Bela, Aurora e Cinderela - para um chá real. A madrasta da Branca de Neve descobre esse encontro e planeja acabar de vez com o"felizes para sempre" das princesas. Será que ela irá conseguir vencer dessa vez?

Você confere o espetáculo neste domingo (31), às 10h, nos canais no Instagram, Facebook e YouTube do Bosque Encena.

Youtube
https://www.youtube.com/channel/UCXBNSqLvCGKQS04AsVe1tvA

Instagram
https://www.instagram.com/bosqueencena

Facebook
https://www.facebook.com/bosqueencena

 

Festival Bólide 1050 começa amanhã com palestras de artistas nacionais    

Festival Bólide 1050  começa amanhã com palestras de artistas nacionais    

O evento on-line visa discutir e ampliar o conhecimento sobre a arte contemporânea no estado do RN

Qual é o estado da arte hoje? Quais questões estão sendo trabalhadas pelos artistas e legitimadas pelas instituições de arte? Que panoramas para o futuro estão sendo imaginados? O Festival Bólide começa dia 30 de janeiro e segue até 6 de fevereiro com o intuito de apresentar questões que orientam as diferentes práticas em torno da arte contemporânea.  

Palestras e oficinas com artistas locais e nacionais, além de uma exposição virtual com resultados das oficinas, fazem parte da programação do festival que vai acontecer de maneira remota através das plataformas digitais do Youtube Bólide1050 e Zoom.

“A programação do festival é um convite para que estudantes, artistas, professores e a comunidade de forma geral se aproximem da arte contemporânea e ampliem conhecimento sobre as diferentes práticas possíveis nesse campo”, informam as coordenadoras do evento Sofia Bauchwitz e Sanzia Pinheiro.

Programação 

A palestra de abertura acontece sábado, dia 30 de janeiro, às 19h, com o tema “Percorrer/permanecer/emancipar. O que é que há?! Aquelas vidas, novas estratégias,  outras narrativas” e traz uma reflexão sobre estratégias entre a vida, o biográfico e a arte. O momento contará com a participação de Bitu Cassundé, curador e pesquisador cearense com ampla atuação no cenário nacional. Ele já dirigiu o Museu de Arte Contemporânea do Ceará e coordenou o Laboratório de Artes Visuais do Porto Iracema das Artes, em Fortaleza/CE. 

“Acreditamos que será um momento muito marcante para artistas no começo de carreira, para aqueles também que já atuam nesse mundo, mas que precisam, como todos, estar em contato constante com posicionamentos atuais e críticos.”, informa Sofia  Bauchwitz, uma das organizadoras do Festival. 

Durante a semana serão oferecidas cinco oficinas, que já estão com as inscrições encerradas, ministradas por artistas emergentes e consolidados no panorama nacional e internacional como: Sheyla Ayo, Mariana do Vale, Vitorino Brasileiro, Jota Mombaça e Fábio Tremonte. Os encontros estão pensados para estimular a criação de obras e os resultados desses processos ficarão expostos na galeria virtual do Bólide1050, no Instagram.

No encerramento, dia 6 de fevereiro, às 19h, o festival terá a palestra de Maíra Endo, mediadora cultural paulistana e idealizadora do Cortex - Estudos sobre a Autorganização e do Hipocampo.art, um espaço de arte independente, multidisciplinar e digital, criado em 2016. O tema será “Futuros ainda possíveis”, uma apresentação da trajetória de 17 anos dela na cena de arte independente (ou auto-organizada), assim como sua percepção da emergência de um circuito ao longo desse período, além da projeção da visão de um futuro ainda possível a partir da auto-organização e da experiência com seus projetos atuais. 

As palestras serão transmitidas pelo canal do Youtube do Bólide 1050 e serão abertas ao público.

Sobre o Festival 

Todas as atividades serão ministradas por artistas, acadêmicos e profissionais envolvidos em diversos campos da arte contemporânea, como forma de ampliar a noção que se tem do mundo da arte. O Festival Bólide 1050 pretende apresentar questões que orientam as diferentes práticas em torno desse mundo. 

A formação de jovens criadores e de público é um dos pilares do Bólide 1050, projeto de Sanzia Pinheiro com colaboração de Sofia Bauchwitz iniciado em 2017 com a missão de ampliar o conhecimento artístico no Rio Grande do Norte e fortalecer o contato entre a produção local e a produção de fora do estado. 

Temporada de Festivais do RN 

O Festival Bólide 1050 inaugura uma intensa programação de festivais de artes visuais on-lines e por isso surgiu o selo Temporada de Festivais do RN idealizado entre o Bólide 1050, Duas Estúdio de Fotografia e Margem Hub de Fotografia. 

O objetivo do selo é organizar os festivais de arte contemporânea contemplados com recursos da Lei Aldir Blanc RN de maneira cronológica e, assim, potencializar o alcance dos eventos no estado.

Alinhando os diferentes projetos a um selo, é possível apoiar as iniciativas de cada espaço, fortalecer as parcerias entre espaços e agentes culturais e garantir ao variado público do Rio Grande do Norte uma programação diversificada e especializada a cada semana, sem risco de sobrecarregar a agenda e criar grandes incompatibilidades de horário.

Festival Bólide 1050

30 de janeiro a 6 de fevereiro
Transmissão - Youtube Bólide1050 e Zoom

 

Blogs


Clique aqui e receba nossas notícias gratuitamente!