Há alguns dias, em um grupo de whatsapp alguém me questionou se eu sabia algo sobre o acidente de uma aeronave Mirage na Base Aérea de Natal. De imediato pensei, “nunca caiu um Mirage em Natal”. Pois bem, eu me enganei. Apesar de ter nascido em 1983, pesquisando um pouco e conversando com alguns amigos, descobri o tal acidente, ocorrido em 19 de maio de 1982, próximo a base e que, graças a Deus, não deixou vítimas fatais.

O Diário de Natal, jornal impresso da época, deu a notícia, relatando que a aeronave Mirage caiu por volta das 10h30, próximo a lagoa de Pium e do Centro de Aplicação Técnica e Recompletamento (CATRE), enquanto participava de treinamento de tiro aéreo. Na ocasião, os dois pilotos se ejetaram em segurança, o então tenente Lorenzini e o tenente Dílio. Importante citar que em documentos disponíveis para pesquisa, consta que este segundo piloto era o capitão Addi Ivan.

Pelos documentos liberados, a aeronave era um Mirage IIIDBR F-103D FAB4903, do 1º Grupo de Defesa Aérea (GDA), um jato biplace que havia entrado em operação na Força Aérea em 1972, com o FAB4900/01 primeiro e em seguida pelos FAB4902/03. Outros dois caças do tipo, o 4904 e 4905 entraram em operação em 1984. Ao todo, a FAB chegou a ter dez unidades nesta configuração IIIDBR F-103D.

Ilustração do brasileiro Rudnei com o perfil de cores utilizado à época pelo avião

Sobre o acidente, sabe-se que os pilotos vinham do treinamento e ao se prepararem para o pouso, descobriram a aeronave apresentou um defeito no trem de pouso – provável que o trem não tenha baixado corretamente – e após 30 minutos de voo na expectativa de ter o equipamento em uso novamente e ao mesmo tempo gastando combustível, eles optaram em abandonar o avião. Vale lembrar que um pouso de barriga do avião sobre a pista seria uma, quase certa, catástrofe. Diante do cenário, eles direcionaram o avião para uma área desabitada e fizeram a ejeção, sendo resgatados momentos depois por militares do CATRE. O local exato da queda não se sabe hoje ao certo, pois a matéria do jornal fala em uma área próximo a lagoa de Pium e do Catre, enquanto que um dos documentos consultados fala em quilômetros de distância da pista.

Algumas curiosidades sobre o Mirage F-103D. Em 29 de março de 1989, o piloto brasileiro Ayrton Senna realizou voo em um modelo da aeronva, o F-103D FAB4904. Anos antes, a mesma aeronave sofreu um incidente por colapso do trem de pouso. Infelizmente, não consegui uma foto do nosso FAB4903.

[ATUALIZADO] 18/12/2019 - Em conversa com o coronel Camazano, pesquisador e escritor aeronáutico, me confirmou que o piloto na ocasião era o capitão Addi Ivan, também conhecido como "Bororó".

FAB4904 se envolveu em incidente, também, por causa do trem de pouso

 

Foto do provável FAB4903 em Anápolis/GO

 

Referência: