Em toda história de participações da seleção brasileira de futebol em Copas do Mundo, 11 (onze) jogadores foram para o chuveiro mais cedo.

Há de se considerar, porém, que oficialmente os cartões amarelo e vermelho somente foram instituídos na Copa do México, em 1970, e o primeiro vermelho foi aplicado na Copa de 1974, ao chileno Caszely. Porém, desde a primeira Copa os juízes estavam autorizados a expulsar os jogadores que, de alguma forma, desrespeitassem as regras dentro das quatro linhas.

Em relação aos jogadores brasileiros, em 1938, na Copa da França, Zezé Procópio e Machado foram expulsos no empate de 1x1 contra a TchecoEslováquia na partida considerada a mais violenta das Copas (dois jogadores tchecos saíram do campo para o hospital com fraturas na clavícula e perna). Em 1954, Nilton Santos e Humberto foram eliminados do jogo contra a Hungria, na “Batalha de Berna”, quando fomos derrotados por 4x2. Em 1962, Garrincha foi expulso na semifinal contra o Chile (4x2), mas o árbitro não relatou na súmula. O zagueiro Luiz Pereira foi o primeiro brasileiro a receber o cartão vermelho, em 1974, na derrota contra a Holanda (0x2). Uma nova expulsão somente viria a ocorrer em 1990, na derrota para a Argentina (0x1), com Ricardo Gomes. Na Copa seguinte, nos EUA, o lateral-esquerdo Leonardo foi expulso no jogo contra os donos da casa e vitória brasileira por 1x0. Um novo salto na história e apenas em 2002 outro jogador brasileiro foi mandado para o chuveiro mais cedo: Ronaldinho Gaúcho, contra a Inglaterra. Em 2010, o Brasil repetiu o feito de 1938 e 1954 e teve dois jogadores expulsos numa edição de Copa do Mundo. Kaká, na vitória contra Costa do Marfim e Felipe Melo, na eliminação contra a Holanda.   

A seleção brasileira é a recordista em expulsões em Copas do Mundo, seguida das seleções argentina e uruguaia, com 10 e 9 expulsões, respectivamente. 

Na foto que ilustra a postagem, Luiz Pereira é o 1º brasileiro a receber, oficialmente, o cartão vermelho em Copas do Mundo, aplicado pelo árbitro germânico Kurt Tshensher e sob os olhares de Roberto Rivelino, Johann Cruyff, Rudd Kroll e Arie Haan, ao fundo.         

Créditos de informações e imagens para criação do texto: Revista Placar e  https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_cart%C3%B5es_vermelhos_na_Copa_do_Mundo_FIFA