Hoje teremos Grêmio x Palmeiras como uma das partidas das quartas-de-final pela Libertadores/2019. Em 1995, as equipes se encontraram nessa mesma competição por quatro vezes. Na fase de grupos, os brasileiros se classificaram ao medir forças com os equatorianos Emelec e El Nacional.

Voltaram a se encontrar nas quartas-de-final. O Grêmio brigava pelo bicampeonato da competição e o Palmeiras tinha os dólares e o patrocínio da Parmalat. Os elencos se destacavam entre as demais equipes do futebol nacional. Luiz Felipe Scolari à frente do time gaúcho, enquanto o experiente Carlos Alberto Silva, campeão brasileiro com o Guarani em 1978 e vice-campeão olímpico em 1984, comandava o Palmeiras.

No jogo de ida, em Porto Alegre, em partida tumultuada, o tricolor gaúcho humilhou o Palestra Itália com vitória de 5x0 em noite iluminada do centroavante Jardel, com direito a hat-trick. No jogo de volta, o Palmeiras estava desfalcado de Rivaldo e Válber, expulsos no jogo do Sul. Assim, poucos ou ninguém acreditava em ser revertida tamanha vantagem. O Grêmio não tinha o goleiro Danrlei e o volante Dinho, também suspensos. Se a missão do Palmeiras era difícil, logo no início do jogo se tornou quase impossível quando o mesmo Jardel, aos 8 minutos, colocou os gaúchos na frente. Só um milagre manteria o alviverde na Libertadores. Talvez, sentindo que a parada estava definida, o Grêmio relaxou no jogo e o Palmeiras cresceu. Cafu e Amaral fizeram e viraram o 1º tempo em vantagem. Na segunda etapa, Paulo Isidoro, Mancuso e novamente Cafu deram esperanças aos sete mil palmeirenses que foram ao Parque Antártica. O segundo gol de Cafu foi aos 84 minutos. Restavam seis minutos, mais os dois de acréscimos dados pelo árbitro. Tudo poderia aconteceu nesse breve intervalo. O jogo terminou assim mesmo. O 5x1 para o Palmeiras classificou o Grêmio. E o futebol brasileiro ganhou um dos jogos para ficar na sua história.

Expectativa para que os confrontos entre gaúchos e paulistas, em 2019, possam trazer a mesma emoção dos encontros de 1995.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 5 x 1 GRÊMIO

Data: 02.08.1995

Local: Estádio Palestra Itália, São Paulo/SP
Público: 7.615
Renda: R$ 84.509,00 (oitenta e quatro mil, quinhentos e nove reais)

Árbitro: Antônio Pereira da Silva
Gols: Jardel, aos (8’); Cafu (29’ e aos 84’), Amaral (39’), Paulo Isidoro (58’) e Mancuso (69’).

Cartão amarelo: Antônio Carlos, Cléber, Wagner e Mancuso (Palmeiras); Adílson e Carlos Miguel (Grêmio)

PALMEIRAS: Sérgio; Índio, Antônio Carlos, Cléber e Wagner; Amaral (Magrão), Mancuso, Cafu e Paulo Isidoro; Müller e Alex Alves (Maurílio). Técnico: Carlos Alberto Silva

GRÊMIO: Murilo; Arce, Rivarola, Scheidt e Roger Machado; Adílson, Luís Carlos Goiano, Arílson (André Vieira) e Carlos Miguel; Paulo Nunes (Wagner Mancini) e Jardel (Nildo). Técnico: Luiz Felipe Scolari