Com uma história linda criada entre o colorido e as paredes da imaginação, o grafiteiro e educador, Miguel Nery Santos Silva, conhecido como Miguel Carcará (39), estará hoje, 28 de julho (quarta-feira), na fábrica do Loucos por Coxinha, empresa genuinamente potiguar, localizada no bairro do Alecrim, para retratar o dia-a-dia dos trabalhadores e ambulantes do bairro, seus elementos e muito mais. O trabalho será realizado em um muro da fábrica, cerca de 25 metros de pura arte.

O bairro do Alecrim representa muito para a marca, pois lá foi onde tudo começou, com apenas um carrinho de coxinhas e o local que a empresa escolheu para montar a sua primeira fábrica. Hoje, a empresa conta com 44 unidades, espalhadas por todo o Brasil.

Os empresários Pablo Farias e Vitor Azevedo disseram que o grafite do bairro do Alecrim é uma forma de resgatar as raízes da história da empresa e ainda valorizar os artistas locais. “Quando você faz algo, materializa seu trabalho de uma forma correta, sem esquecer de valorizar o seu alicerce e história, o reconhecimento aparece”, explica Pablo.  Ele conta que essa ação vai muito além de dar cor aos espaços, pois irá dar novos significados a eles, conectando a história do Loucos por Coxinha com a dos moradores e frequentadores do bairro, e modificando o olhar das pessoas em meio à agitação da vida moderna.

O artista atua como grafiteiro há 17 anos e atualmente desenvolve trabalhos tanto na área de educação, como também de informática, juntamente com seu grupo Coletivo 08, em que qual os artistas são todos da Comunidade da África, localizada na Redinha. “Fazemos trabalhos lá na comunidade, como também em vários bairros da cidade do Natal. Lá na África o nosso trabalho é mais voltado para crianças, ensinamos a elas o grafite e a dança de rua”, disse Miguel Carcará. Ele também ressaltou que ficou bastante feliz com o convite da marca, pois terá possibilidade de mostrar, ainda mais, o trabalho que desenvolve.

Um trabalho recente que ele e seu grupo estiveram à frente foi o da escadaria de Mãe Luiza. Eles também assinam pinturas de revitalização do Beco da Lama.