Em 28 de janeiro de 1942, no Rio de Janeiro, o ministro das Relações Exteriores, o chanceler Osvaldo Aranha, lia na Conferência dos Chanceleres das Américas o decreto presidencial que informava a ruptura das relações com Alemanha, Japão e Itália. Coincidentemente, um ano depois ocorreria o encontro dos presidentes Vargas e Roosevelt, em Natal.