Fechando as postagens do mês de abril, vamos trazer um caso não diretamente referente ao “Dia da Mentira”, como abordamos nas três postagens anteriores, mas a história de uma foto enganadora que correu o mundo e que elevou a já reconhecida raça, valentia e coragem inerente ao futebol uruguaio, em especial quando a competição trata-se da Taça Libertadores da América.

Hugo de Leon é um uruguaio que jogou no futebol brasileiro pelo Grêmio, Corinthians e Santos. Jogador que aliava técnica e raça, impossível desassociar o seu nome a imagem da conquista da Taça Libertadores/1983, em que ele suspende o troféu, enquanto um filete de sangue desce de sua testa a dropar em seu rosto.

A imagem sugere um guerreiro vitorioso ao fim da batalha. Bem, em se tratando de Libertadores, a expressão “batalha” ou “guerra” não é nenhuma novidade, uma vez que a principal competição sul-americana de clubes é conhecida por seu jogo catimbado, bruto e, até violento.

Porém, a foto intrigava porque não havia lembrança, ao longo da partida, que houvesse um lance em que o vigoroso zagueiro tenha se machucado a ponto de sangrar. Ademais, naquele início dos anos 80, o jogador podia esvair-se em sangue até ter uma anemia, mas não precisava sair de campo. Há uma icônica foto do inglês Terry Butcher em jogo contra a Suécia, em 1989, a confirmar essa prática. Hoje a FIFA não permite que o uniforme de jogo tenha marcas de sangramentos.

E então! O que verdadeiramente aconteceu naquele 20.07.1983, quando o Grêmio/RS venceu o Penarol do Uruguai, por 2x1??? De início, a certeza que o Hugo De Leon saiu inteiro do jogo, sem arranhões, fraturas ou machucados.

Mas, e o sangue na foto???

Bem, segue a explicação: como capitão, De León recebeu a taça e antes de levantá-la, a apoiou em sua testa. Porém, um prego da base do objeto cortou a pele e fez jorrar o sangue no rosto do jogador, “montando” aquela cena clássica, parecendo que o atleta havia saído de uma verdadeira batalha.

Créditos de imagens e informações para a criação do texto: https://www.ocuriosodofutebol.com.br/2017/02/o-sangue-de-hugo-de-leon-na.html#:~:text=Pois%20bem%2C%20uma%20imagem%20que,de%20ra%C3%A7a%2C%20catimba%20e%20guerreiro.