A importância de Parnamirim no cenário da segunda guerra mundial, sobretudo para as forças aéreas aliadas, é indiscutível e de merecimento ao título de “Trampolim da Vitória”, contudo e ao que tudo indica, o título não partiu dos norte-americanos.

O termo se tornou muito popular entre os pesquisadores e escritores nas décadas seguintes a guerra, ao ponto de se tornar sinônimo para a cidade de Parnamirim, atualmente, além de dar nome a empresas e empreendimentos, como o recente Centro Cultural Trampolim da Vitória (CCTV).

Encontramos a primeira referência a esse título em artigo do Diário de Pernambuco, de 23 de janeiro de 1943, assinado pelo magnata e pioneiro das comunicações brasileiro, Assis Chanteabriand. O texto fala de uma visita do ministro Salgado Filho aos aeródromos do nordeste brasileiro, entre os dias 20 e 22 de janeiro, entre eles o de Parnamirim Field.

Em 11de abril de 1943, uma matéria cita uma grande decolagem de aviões que foram combater na Tunísia partindo de Natal, apontada como o “Trampolim da Vitória”, inacessível aos inimigos. Um mês depois o exército alemão se rendia aos aliados, na Tunísia.

Outros nomes podem ser associados a Parnamirim Field, como “Crossroad of the World” ou “Jumper”, traduzidos como “Encruzilhada do Mundo” e “Salto ou Saltador”, respectivamente.