Turismo & Negócios

Confiando em retomada no segundo semestre, Air Europa lança promoção de tarifas

 

 Air Europa lança campanha Minimax, que oferece tarifas e condições exclusivas para compras entre 15 e 28 de março de 2021 para voos em seus principais destinos com retorno até 15 de dezembro.

Durante a campanha, a viagem São Paulo – Madri (ESP) sai a partir de R$2579,46, com as taxas. Já Salvador – Lisboa sai a partir de R$ 2871,70, com taxas. Todos os bilhetes promocionais incluem uma alteração gratuita, pagando apenas a diferença na tarifa, se houver, e podem ser parceladas em 10 vezes sem juros no cartão de crédito. Consulte seu agente de viagens.

Todos os voos da Air Europa saem do Brasil com destino a Madri (ESP), de onde é possível aproveitar as conexões com toda a Europa. Possibilitando que todos no Brasil voem de Air Europa, a companhia possui acordos com a Gol e com a Azul para conexões com diversas cidades no país.

No site da companhia, é possível encontrar todas as medidas de segurança implementadas, como a obrigatoriedade do uso de máscara, limpeza completa das aeronaves e a utilização do filtro HEPA. Também é possível encontrar as informações sobre permissão e documentos necessários para viagens nos destinos em que a companhia atua.

Sobre Air Europa

A Air Europa é membro da aliança SkyTeam, formada por 19 companhias aéreas que, por 20 anos, trabalham juntas como uma grande rede global, servindo a mais de 630 milhões de passageiros por ano e fazendo mais de 14.500 voos diários para mais de 1.150 destinos em mais de 175 países.

A frota da Air Europa é uma das mais modernas da Europa, composta por mais de 50 aeronaves cuja idade média não excede 4 anos. A empresa está integrada ao Grupo Globalia, o maior conglomerado de turismo espanhol, e é líder em processos de conservação ambiental. Em 2018, a organização ambiental alemã Atmosfair classificou a Air Europa como a companhia aérea de rede europeia mais eficiente. No ano passado, a Air Europa ultrapassou 13 milhões de passageiros transportados.

O Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares do RN emite nota de repúdio


 
O Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Rio Grande do Norte (SHRBS-RN) vem, por meio desta, repudiar as situações ocorridas ontem em um restaurante e em um hotel da Capital, onde empregadores, empregados, consumidores e hóspedes foram constrangidos com uma ação policial - tendo como base o decreto estadual que determina o chamado “toque de recolher”.
 
Entendemos a necessidade de preservação da vida diante do momento vivido, mas é necessário que o trabalho das forças de segurança seja pautado na “lógica do razoável”, tendo como premissas a correção e o diálogo.
 
Longe do espírito buscado com a norma estadual, impedir o serviço de entrega (ou de retirada) em um restaurante, por um lado, e a presença de hóspedes no restaurante do próprio hotel em que hospedados, de outro, não passa de um ato de intimidação e de truculência.
 
Este Sindicato não pode compactuar com esse tipo de conduta!

É necessário que aqueles que pregam o (louvável) trabalho de prevenção também trabalhem com respeito para com os empresários e com os empregados do setor de hospedagem e de alimentação – que, com fiel respeito às normas sanitárias, estão apenas buscando formas de garantir sua sobrevivência, especialmente diante da falta de qualquer medida governamental concreta para dar suporte ao segmento do turismo de nosso estado.
 
Habib Chalita
Presidente SHRBS-RN

AREAG, DE ALEXANDRE GAMA, É A NOVA AGÊNCIA DE PUBLICIDADE DA GJP


 

Inovação digital e modernidade na concepção, construção e estabelecimento das marcas são alguns dos destaques da atuação da nova agência
 

Fabio Godinho, CEO da GJP

Alexandre Gama, CEO da AreaG e Inovnation

 

A GJP Hotels & Resorts anuncia essa semana mais uma novidade para o mercado: a assinatura de contrato com a AreaG, a nova agência de publicidade da companhia, liderada pelo premiado publicitário Alexandre Gama, fundador e líder criativo da Neogama. Criada em 2019, a agência faz parte da Inovnation, hub de inovação comandado por Gama que oferece soluções inovadoras nas áreas de serviços, comércio e indústria.
 

"A expertise do Alexandre no mercado publicitário alinhada com o novo modelo de negócio da agência, de oferecer inovação e modernidade na concepção do branding das marcas, está em sinergia com nosso processo de ampliação e estabelecimento das nossas bandeiras, especialmente da marca Wish. Estamos apostando nessa nova parceria para trazer à tona e reforçar ainda mais os pilares design, bem-estar, gastronomia e entretenimento, que norteiam de maneira integrada os nossos resorts upscale", reforça o CEO da GJP Hotels & Resorts, Fabio Godinho.
 

A GJP e a AreaG iniciam a parceria já neste mês de março com o plano de comunicação 2021, análise e recomendação estratégica para o posicionamento e arquitetura das marcas e suas bandeiras: Wish, Prodigy, Marupiara e Linx, além de agregar criatividade e inovação digital, gerando valor às marcas. Para o CEO da AreaG, Alexandre Gama, a GJP já tem um viés inovador em sua área de atuação e cita a parceria com o hospital Sírio-Libanês como um grande diferencial e protagonismo no mercado de hotelaria.
 

"A GJP é um grande player no ramo de hotéis e resorts com a qual tivemos essa sinergia de visão desde o primeiro contato. Eles têm inovado em várias frentes, como no caso dos protocolos de biossegurança e selo Clean & Safe com assinatura do hospital Sírio-Libanês. Além disso, eles têm objetivos claros de ampliação de presença e crescimento na indústria do turismo e querem investir inteligentemente na construção de seus ativos, como a marca Wish, por exemplo, para iniciar uma nova era em seu mercado", reforça o empresário.

Turismo do RN de luto pelo falecimento do hoteleiro Karlo Schneider

Turismo do RN de luto pelo falecimento do hoteleiro Karlo Schneider

Com profundo pesar, comunicamos o falecimento do nosso amigo e colega da hotelaria potiguar, Karlo Schneider.

Natural de Mossoró, buscou em Natal sua formação acadêmica e iniciou sua jornada profissional como Recepcionista no Imirá Plaza Hotel. Aprimorando seus conhecimentos e com muita dedicação, assumiu cargos de chefia e atingiu o posto mais alto, como Gerente Geral.

Além do Imirá, teve pasagens pelos Hotéis Aquaria Natal, Thermas, Casa do Mar e Praiamar Natal.

Aos 40 anos, deixa esposa e 3 filhos.

 

 

O Turismo do RN está, mais uma vez, em luto.

Terras Altas Resort & Convention Center é o destino perfeito para a Páscoa em fa

 

 

Jardim com plantas verdes

Descrição gerada automaticamente

-->

Governo apresenta ações para minimizar impactos no setor do turismo

Governo apresenta ações para minimizar impactos no setor do turismo

 

 

Durante reunião virtual com empresários, foi anunciado um conjunto de medidas tributárias e na área de crédito para ajudar o setor, além de possível redução de tarifa do gás natural

 

O Governo do Rio Grande do Norte anunciou que vai implementar um conjunto de medidas nas áreas de crédito, fiscais e tributárias para amenizar os reflexos das medidas restritivas, no âmbito do controle da pandemia da covid-19, para o setor do turismo, notadamente o segmento de bares e restaurantes. A decisão veio nesta quinta-feira (11) e foi apresentada aos representantes de entidades ligadas ao setor produtivo e da cadeia do turismo, atendendo aos pleitos da categoria apresentados em carta ao Governo. As principais ações serão na área fiscal, entre elas a prorrogação por 90 dias do prazo de vencimento do ICMS para as empresas do setor e a ampliação da validade das certidões negativas por quatro meses – medidas que serão instituídas de imediato por meio de decretos.

 

A reunião virtual contou com a participação de secretários de Estado e representantes das principais instituições ligadas diretamente ao turismo ou que defendem os interesses de pequenas empresas do segmento de bares e restaurantes, entre eles Sebrae, Fecomércio e Natal Convention & Visitors Bureau.

 

A pauta de reivindicações do trade turístico é extensa, inclui solicitações que extrapolam a competência do governo estadual e, por isso, serão avaliadas juntamente com as esferas responsáveis. A maior parte dos pleitos, o Estado já sinalizou de forma positiva e está comprometido em atender, como o adiamento e parcelamento dos tributos estaduais devidos pelas empresas do segmento enquanto durar o período de restrições ao funcionamento.

 

“Infelizmente após um ano de pandemia vivemos dias muito difíceis para quem trabalha, vive e faz turismo, não apenas no Rio Grande do Norte, mas no Brasil e no mundo. O turismo é, inegavelmente, uma das principais cadeias produtivas do nosso estado e prioridade do governo da professora Fátima Bezerra. Esse novo pacote de medidas de incentivo é uma prova do nosso compromisso com a manutenção dos empregos e da economia gerada pela atividade turística”, ressaltou a secretária de Turismo do RN, Ana Maria da Costa.

 

Para as empresas desse ramo que estão inscritas em regime normal, o governo publicará decreto prorrogando o prazo para pagamento do ICMS que venceria agora, em março, para maio. Se o cenário atual da pandemia se alongar ou agravar, a prorrogação dos vencimentos poderá chegar até junho. A medida não se aplica às empresas optantes pelo Simples Nacional, já que a decisão precisa da aprovação do Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN), mas a proposta será apresentada e pleiteada nacionalmente junto ao órgão.

 

“Fizemos, ontem, uma articulação junto aos secretários de fazenda de todos os estados para postergar o Simples por 90 dias, conforme ocorreu no ano passado. A proposta do Rio Grande do Norte, específica para o setor de turismo, foi acatada quase unanimemente pelos secretários de Fazenda, mas vai depender do CGSN”, informou o secretário estadual de Tributação, Carlos Eduardo Xavier. 

 

AVAL DO CONFAZ

 

Para o pedido de postergar por 120 dias os vencimentos de tributos estaduais que estão parcelados e manutenção do Super Refis, o titular da SET-RN explica que essas ações dependem da aprovação por parte do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). “O Governo entende que o pleito é justo, mas não depende apenas da nossa vontade. Nesta sexta-feira, teremos reunião do Confaz e submetemos a proposta e esperamos aprovação.” 

 

A ideia é prorrogar o Super Refis até 31 de maio, medida cujo decreto já será publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (12), e também ampliar o prazo dos fatos geradores que, nos termos atuais, limitam-se a débitos contraídos até de 31 de julho do ano passado.  O governo, entretanto, busca aprovação junto ao conselho da inclusão de fatos geradores mais próximos - pelo menos aqueles débitos em aberto até dezembro do ano passado ou, se possível, até março de 2021.

 

Com isso, os contribuintes inadimplentes até esses prazos poderiam também aderir ao Super Refis e receber descontos sobre juros e multas também, além da possibilidade de parcelamento. “Se conseguirmos, teremos de enviar projeto de lei para a Assembleia Legislativa aprovar a alteração no programa”, pontua Carlos Eduardo Xavier. Sobre uma possível redução do ICMS da energia para empresas do setor, ele também adianta que é necessário o aval do órgão nacional.

 

No que se refere à ampliação do prazo para entrega de declarações relativas aos tributos estaduais e a suspensão dos prazos para a prática de atos processuais, o governo diz que é inviável tecnicamente, já que teria de flexibilizar também para os demais contribuintes.

 

TARIFAS PÚBLICAS

 

Durante a reunião, que ocorreu de forma remota e envolveu pelo menos seis pastas do Executivo estadual, os empresários defenderam a redução de tarifas públicas. “A diminuição das tarifas públicas é fundamental para redução de custos operacionais”, defendeu George Costa, da Luck Natal, operadora de receptivo. O empresário se refere basicamente ao custo do gás natural e solicita a inclusão da categoria no programa RN Gás +.  O governo estadual se comprometeu em verificar a possibilidade de ajustes na tarifa do insumo junto à Potigás, com o compromisso de analisar a questão e estudar alguma maneira de atender as demandas apresentadas.

 

Outro pleito relacionado ao crédito, a diretora-presidente da Agência de Fomento (AGN), Márcia Maia, reforçou que a instituição tem disponibilidade de recursos, sobretudo na linha operada do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). A dificuldade que empresas ainda encontram estão mais relacionadas às regras rígidas do sistema financeiro para liberação do recurso do que a disponibilidade de verba em si.

 

Além disso, Márcia Maia frisou as linhas de crédito já existentes voltadas para a cadeia turística. “Mais de R$ 30 milhões foram injetados na economia do estado, investimento quase todo da AGN. Estamos abertos a dialogar com o setor para atender melhor às necessidades dos empreendedores do turismo.”

 

Além já citados, também participaram da reunião, por parte do Estado: Jaime Calado (secretário do Desenvolvimento Econômico), Aldemir Freire (secretário do Planejamento e das Finanças) e Pedro Lima (secretário Adjunto do Planejamento e das Finanças).

 

E representaram o trade turístico do RN: Marcelo Queiroz (Fecomércio RN) e George Costa (Coordenador da Câmara Empresarial do Turismo da Fecomércio RN); Zeca Melo (Sebrae/RN);, Habib Chalita (Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares); Paolo Passarielo (Abrasel); Abdon Gosson (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis); George Gosson (Natal Convention Bureau); Rútilo Coelho (Mossoró Convention Bureau); Francisco Câmara Júnior (Sindicato das Empresas de Turismo); Michele Pereira (Associação Brasileira dos Agentes de Viagem); José Maria Pinheiro (Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo); Wanderson Borges (Associação dos Hoteleiros de Tibau do Sul e Pipa - Ashtep); Adrianne Cantelli (Abrasel Pipa).

 

FOTO: Fabiano Trindade

Blogs


Clique aqui e receba nossas notícias gratuitamente!