Após mais de 1 ano de pandemia de covid-19, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) informou nesta terça-feira (13) que a autorização de planos de saúde para o teste de covid-19 passará a ser imediata. Até então, operadoras permitiam a realização do teste RT-PCR depois de algumas horas ou em até 3 dias do pedido.

De acordo com a ANS, quando houver solicitação e cumprimento dos requisitos, a autorização tem que ser imediata.

A mudança foi realizada depois que a agência alterou a Diretriz de Utilização (DUT) para realização do exame. O novo rol de procedimentos está em vigor desde o dia 1º de abril. “A medida busca agilizar a realização desse tipo de exame, considerado o mais eficaz para identificar e confirmar o vírus da covid-19 no início da doença”, disse.

Março foi o mês em que a covid-19 mais matou no país. O 1º caso no Brasil foi registrado em fevereiro do ano pssado. De lá para cá, a diretrizes da ANS não tinham exigência de autorização rápida.

Os planos poderiam demorar até 3 dias úteis para garantir o atendimento, segundo a agência. “O exame RT-PCR tem cobertura obrigatória para os beneficiários de planos de saúde na segmentação ambulatorial, hospitalar ou referência“, afirmou em nota.

Fonte: Poder360