Antônia Fontenelle foi indiciada pelos crimes de racismo e xenofobia pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) por causa de ofensas contra a atriz Giselle Itié, nascida no México. A informação foi dada pelo jornal O Globo e confirmada ao UOL pela Polícia Civil do Rio de Janeiro.

"Volta para o seu país, é o melhor que você faz", disse Fontenelle em suas redes sociais após Itié revelar ter sofrido assédio por um diretor de novelas quando tinha 23 anos.

Mesmo sem citar nomes, Antônia se sentiu ofendida por a atriz ter trabalhado na mesma época em uma novela dirigida por seu ex-marido Marcos Paulo, que morreu em 2012.

Após as ofensas, Giselle Itié entrou com um processo contra a atriz e apresentadora. Antônia Fontenelle, então, prestou depoimento na Decradi e, em seguida, acabou indiciada.

Segundo o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, a ex-mulher de Marcos Paulo "manifestou o desejo de fazer um acordo com o Ministério Público para não ser processada".

Procuradas pela reportagem, Antônia Fontenelle e Giselle Itié ainda não se pronunciaram.

Com informações do UOL