Com azar de sofrer uma lesão, a brasileira Maria Suelen Altheman foi derrotada pela francesa Romane Dicko por ippon nas quartas de final das Olimpíadas de Tóquio 2020 na categoria acima de 78kg e está fora do restante da competição. A francesa conseguiu o golpe e caiu em cima da brasileira, que não conseguiu se levantar. Foi necessária a entrada de médicos, já que Sussu estava sentindo muitas dores no joelho esquerdo. Ela precisou ser retirada de maca, foi encaminhada ao hospital para passar por exames de imagem e não voltará mais para a repescagem.

Médico da seleção brasileira de judô, Guilherme Garofo explicou que Maria Suelen contundiu o ligamento patelar e que precisa dos exames para analisar a gravidade da lesão. Ele não assegurou a saída da brasileira da prova por equipes, marcada para este sábado. Caso a judoca não tenha condições, ela será substituída por Mayra Aguiar.

– Maria Suelen Altheman sentiu lesão no joelho esquerdo durante o combate de quartas-de-final contra a Romane Dicko e, após avaliação do departamento médico da seleção, não terá condições de lutar a repescagem. Ela passará por exames de imagem ainda nesta sexta, 30, em Tóquio – informou a Confederação Brasileira de Judô (CBJ).

Maria Suelen está em sua terceira Olimpíada. Em Londres 2012 ficou em quinto lugar, enquanto na Rio 2016 foi nona. No Campeonato Mundial, disputado em Budapeste, na Hungria, em junho, ela foi medalha de bronze. No Mundiais de 2018 e 2019, tinha ficado em quinto lugar.

Este é o último dia de competições individuais do judô masculino. Nas categorias anteriores, o Brasil conquistou dois bronzes, com Daniel Cargnin (até 66kg) e Mayra Aguiar (até 78kg).

Com informações do Globo Esporte.