Ativistas do movimento negro realizaram um protesto na noite desta terça-feira (12), em frente ao Theatro 4 de Setembro, Centro de Teresina. Os manifestantes são contra a atuação da ex-BBB Gyselle Soares no papel de Esperança Garcia, a primeira advogada negra do país, na peça 'Uma escrava chamada Esperança'.

Segundo eles, a escolha de Gyselle para interpretar Esperança representa um ‘embranquecimento de uma pessoa negra’.

Em entrevista à TV Clube, o diretor da peça, Valdson Braga, informou que a atriz não pode ser discriminada por conta de um papel. Valdson disse que chegou a procurar os movimentos negros antes da escolha da atriz que iria interpretar Esperança, mas não obteve retorno.

Em contrapartida, a ativista Sônia Terra disse que o movimento negro não foi procurado. Segundo ela, Esperança Garcia deveria ter sido interpretada por uma atriz negra, pois isso poderá influenciar, por exemplo, na percepção de crianças sobre a advogada.

“As crianças que vão assistir o espetáculo vão ficar na cabeça que a Esperança Garcia é uma pessoa branca”, afirmou Sônia.

Manifestantes fazem ato contra escolha da ex-BBB Gyselle para o papel de Esperança Garcia — Foto: Ravi Marques /TV Clube

Com informações do G1 PI