O fundador da Amazon, Jeff Bezos, foi considerado o homem mais rico do mundo pelo 4º ano seguido, com uma fortuna avaliada em US$ 177 bilhões, de acordo com lista divulgada nesta terça-feira (6) pela revista Forbes.

A grande surpresa ficou por conta do CEO da Tesla e da Space, Elon Musk, que disparou da 31ª posição no ano passado para 2ª este ano, com bens avaliados em US$ 151 bilhões.

Segundo a publicação, a lista dos ultrarricos está se expandindo após a pandemia de covid-19 ter virado as economias mundiais de ponta-cabeça e "ameaçado subsistência de pessoas de todo o mundo".

"Ao todo, esses bilionários valem US$ 13,1 trilhões, em relação aos US$ 8 trilhões registrados em 2020. Os EUA ainda têm a maior parte dos ultrarricos, com 724, seguidos pela China (incluindo Hong Kong e Macau) com 698", diz a Forbes.

Completam a lista dos 5 bilionários mais ricos do mundo na 3ª, 4ª e 5ª colocação, respectivamente, o diretor-executivo da holding francesa de artigos de luxo LVMH, Bernard Arnault; o fundados da Microsoft, Bill Gates, e o executivo-chefe do Facebook,  Mark Zuckerberg.

Confira os 10 primeiros colocados no ranking global:

1- Jeff Bezos

  • Fortuna estimada: US$ 177 bilhões
  • Setor: tecnológico (Amazon)

2- Elon Musk

  • Fortuna estimada: US$ 151 bilhões
  • Setor: automotivo (Tesla e Space X)

3- Bernard Arnault

  • Fortuna estimada: US$ 150 bilhões
  • Setor: Moda e Varejo (LVMH)

4- Bill Gates

  • Fortuna estimada: US$ 124 bilhões
  • Setor: Tecnologia (Microsoft)

5- Mark Zuckerberg

  • Fortuna estimada: US$ 97 bilhões
  • Setor: Tecnologia (Facebook)

6- Warren Buffet

  • Fortuna estimada: US$ 96 bilhões
  • Setor: Finanças e investimentos (Berkshire Hathaway)

7- Larry Elisson

  • Fortuna estimada: US$ 93 bilhões
  • Setor: Tecnologia (Oracle)

8- Larry Page

  • Fortuna estimada: US$ 91,5 bilhões
  • Setor: Tecnologia (Google)

9- Sergey Brin

  • Fortuna estimada: US$ 89 bilhões
  • Setor: Tecnologia (Google)

10- Mukesh Ambani

  • Fortuna estimada: US$ 84,5 bilhões
  • Setor: Industrial (Reliance Industries)

Fonte: G1