A Polícia de Miami prendeu funcionários do aeroporto que roubaram uma carga de iPhones e produtos da Apple avaliada em mais de R$100 mil. Os dois funcionários trabalhavam em uma empresa terceirizada, a Cargo Handling Airport Services, prestando serviço para a Latam Cargo no Aeroporto de Miami.

Ao tomarem conhecimento da carga, avaliada em $21.728,35 dólares (R$111.986 na cotação atual), os agentes de cargas Gonzalez Torres e Duardo Vera a retiraram do palete em que estava, antes que fosse carregada num Boeing 767 que voaria rumo à Santiago do Chile.

A carga continha cinco laptops MacBook Pro, 30 fones AirPods e AirPods Pro, 20 iPhones e um cabo para recarregar os aparelhos. A encomenda era da empresa de logística alemã DB Schenker, que pertence à Ferrovia Federal da Alemanha. Após retirarem as caixas do palete, eles a colocaram numa lata de lixo e cobriram com uma rede. Logo depois de deixarem as caixas num canto próximo da parede, pegaram suas jaquetas e enrolaram os produtos nelas.

O roubo aconteceu em 1º de maio e a Polícia foi até o Terminal de Cargas no dia 19 do mesmo mês para recuperar as imagens do circuito de câmeras, que flagrou os dois funcionários, segundo reporta a ABC News Local 10. Após as investigações avançarem e os homens serem identificados, a polícia tomou as ações que resultaram na sua prisão na quinta-feira (16), sob a acusação de Assalto de Grande Proporções em 2º grau (Grand Theft) e Formação de Quadrilha.

Caso condenados com pena máxima, baseado no valor da carga, eles podem pegar até 30 anos de prisão e mais 30 anos em condicional.

Posição da LATAM

Em relação à denúncia feita pela polícia de Miami-Dade contra dois funcionários da Cargo Handling Airport Services, a companhia informa o seguinte:

A LATAM cumpriu o seu protocolo de segurança e, ao detectar comportamentos suspeitos por parte dos funcionários da Cargo Handling Airport Services, compilou informações e notificou imediatamente a autoridade, o que desencadeou uma investigação oficial que ainda está em andamento.

A LATAM reforça o seu compromisso com a segurança e com a execução de todos os protocolos e procedimentos que isso implica.

Com informações do Aeroin