Lula sobre morte de opositor a Putin: "Para que pressa de acusar alguém?"

18 de Fevereiro 2024 - 14h31
Créditos: Marcelo Camargo/Agência Brasil


Lula foi questionado neste domingo (18), sobre o motivo de não ter se manifestado sobre a morte de Alexei Navalny, principal opositor do autocrata russo Vladimir Putin. O petista afirmou não ter pressa de fazer acusações e disse acreditar nas investigações para saber a causa da morte.

“Se a morte está sob suspeita, você tem que primeiro fazer uma investigação para saber do que o cidadão morreu. Vamos acreditar que os médicos legistas vão dizer. O cara morreu disso ou daquilo, para você poder fazer um pré-julgamento. Porque se não você julga agora que foi alguém que mandou matar e não foi e depois você vai pedir desculpas.”

O presidente afirmou ainda não ter pressa de fazer acusações e comparou a morte de Navalny com o caso Marielle Franco.

“Para que essa pressa de acusar alguém? Você sabe há quantos anos estou esperando o mandante do crime da Marielle? Seis. E não estou com pressa de dizer quem foi.”

Com informações de O Antagonista

Notícias relacionadas

Últimas notícias