O motorista de aplicativo, José Helynton, que no último dia 19 havia sido baleado e em seguida preso, após ser confundido com assaltante, teve a prisão preventiva revogada e ganhou a liberdade. Familiares dele confirmaram a informação ao Via Certa Natal no início da noite desta terça-feira (27).

José Helynton, de 29 anos, segue no Hospital Walfredo Gurgel, mas já está de alta e aguarda a chegada do alvará de soltura das mãos das autoridades. Ele seguia internado em razão do tiro que sofreu no tórax, durante o confronto entre a polícia e os bandidos que haviam solicitado uma corrida por um aplicativo e que embarcaram no veículo dele, no bairro de Mãe Luíza. Na ocasião, os criminosos haviam anunciado

Na ação criminosa, no dia 19 deste mês, o motorista foi colocado no banco de trás do seu próprio carro e os criminosos saíram pela cidade procurando vítimas para assaltarem. Ao chegarem em uma praça no bairro Candelária, por trás do Natal Shopping, os meliantes assaltaram duas mulheres. Nessa hora Helynton tentou fugir, mas foi recapturado por um dos bandidos, que ainda o ameaçou de morte. Eles seguiram a fuga, mas foram interceptados pela polícia, que já havia sido avisada do assalto, mas não sabia que entre os criminosos havia também uma vítima. Durante a abordagem, deu-se início a uma troca de tiros e Helynton foi atingido no tórax. Dois criminosos também foram baleados.

Uma familiar de Helynton ainda disse que os próprios PMs socorreram o motorista para o hospital. Os assaltantes, ainda segundo ela, também confirmaram a inocência dele, que mesmo assim teve a prisão preventiva decretada na quinta-feira (21).

Com informações do Blog do BG