A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga a morte da doméstica Valéria Muniz de Carvalho, de 52 anos. Ela estava desaparecida desde a semana passada, após ter sumido do Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, na zona norte do Rio, onde tinha sido internada para fazer uma cirurgia por causa de uma fratura no calcanhar.

Familiares de Valéria estiveram anteontem na unidade e descobriram que ela não estava mais lá. De acordo com os parentes, na última sexta-feira (18), eles receberam uma mensagem pelo WhatsApp informando que a paciente iria passar por alguns exames. Ao longo do final de semana, não receberam mais notícias e estranharam a falta de informação.

Após ser constatado o desaparecimento de Valéria, a família começou a realizar buscas e descobriu que o corpo estava no IML (Instituto Médico Legal). Ela foi encontrada pela polícia na rua Miguel Ângelo, no Cachambi, bairro vizinho ao do hospital, a cerca de 2,5 km de distância da unidade.

A direção do Hospital Municipal Salgado Filho informou que está colaborando com a investigação. A unidade destacou que na manhã de sábado, por volta das 5h, a mulher saiu da unidade caminhando pelo setor de emergência. A direção informou ainda que a saída foi registrada pelas câmeras de segurança do hospital e as imagens já foram disponibilizadas para a polícia.

Com informações de UOL