Os nove estados do Nordeste, liderados pela Bahia, acertaram os termos de compra de 25 milhões de doses da Sputnik V. Resta assinar o contrato com o Fundo Soberano Russo, que desenvolveu e é responsável pela distribuição da vacina. As informações são da Folha de S. Paulo.

As doses seriam importadas da Rússia e chegariam a partir de abril. A entrega ocorreria até julho. O laboratório brasileiro União Química também vai produzir o imunizante, o que será acertado em outro contrato com os gestores estaduais.

De acordo com o governador Wellington Dias (PI-PT), as doses da Sputnik V serão entregues para o Programa Nacional de Imunização.

Alguns governadores de fora do Nordeste, no entano, pensam em utilizar as doses em seus estados caso o governo federal não cumpra os prazos de vacinação.

Dias afirmou ainda que na terça-feira (2), a União Química prometeu aos governadores tomar providências para conseguir a aprovação da Sputnik V junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Até segunda o laboratório apresentaria aos governadores o cronograma para produção e entrega dos imunizantes.

Segundo Dias, os governadores solicitaram também uma “proposta firme de entrega” de vacinas da Sinovac produzidas pelo Instituto Butantan. A intenção é adquirir do instituto mais 30 milhões de doses. 

Fonte: Folha de S. Paulo