Novo denuncia Lula por terrorismo

18 de Fevereiro 2024 - 12h42
Créditos: Divulgação

 

O Partido Novo acionou a Procuradoria-Geral da República neste sábado (17), contra o presidente da República Luís Inácio Lula da Silva por conta do anúncio do aumento de doações do Brasil à agência da ONU para Refugiados Palestinos, a UNRWA, acusada de associação ao Hamas.

De acordo com o documento, o presidente Lula “incorreu na prática de crime de terrorismo, por oferecer, solicitar e investir para a obtenção de recurso financeiro com a finalidade de financiar a entidade (UNRWA) que teve como atividade secundária, mesmo em caráter eventual, a condição de partícipe na prática dos crimes de terrorismo praticados pelo grupo terrorista Hamas”.

A notícia crime assinada pelo presidente do partido, Eduardo Ribeiro, ainda afirma que Lula transformou a política externa do Brasil em ‘piada internacional’. “Lula decidiu cruzar uma linha muito perigosa ao aumentar as doações para a UNRWA depois de tudo o que foi revelado sobre as suas ligações com o Hamas. Desde o início do conflito, Lula nunca escondeu sua preferência pelos terroristas, o que, por si só, já é moralmente reprovável. Mas ao ir além e decidir financiá-los indiretamente com dinheiro público do povo brasileiro, deixa de ser apenas reprovável e passa a ser um crime”, completa o político.

Com informações de Diário do Poder

Notícias relacionadas

Últimas notícias