O ex-ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, deve ganhar nos próximos dias o comando da Secretaria Especial de Modernização do Estado (Seme). Ontem (17), o presidente Jair Bolsonaro, em demonstração de confiança, levou o ex-ministro para uma viagem ao interior de Goiás. As informações são de O Globo.

A secretaria de Modernização é subordinada à Secretaria-Geral da Presidência e está sob o comendo do procurador da Fazenda Nacional Sérgio Augusto de Queiroz. Caso seja confirmada a nomeação de Pazuello no cargo, ele passará a despachar do Palácio do Planalto.

De acordo com fontes de governo, a Seme foi a solução encontrada para abrigar Pazuello, que deixou o Ministério da Saúde em 23 de março. 

O ex-ministro responde a um inquérito que investiga a responsabilidade na crise na saúde pública de Manaus, que registrou falta de oxigênio medicinal em hospitais no mês de janeiro. A secretaria especial não tem direito a foro privilegiado.

Fonte: O Globo