A primeira medalha do tênis brasileiro na história das Olimpíadas é de Luisa Stefani e Laura Pigossi. Neste sábado, elas conquistaram o bronze nos Jogos de Tóquio com a vitória na disputa do terceiro lugar sobre as russas Elena Vesnina e Veronika Kudermetova por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/4 e 11/9.  Para isso, tiveram uma espetacular reação no match tie-break, em que chegaram a estar perdendo por 7/2. E fizeram os últimos seis pontos para conquistar a inédita medalha.

 Lideradas por Stefani, a número 23 do mundo no ranking de duplistas da WTA, elas fizeram um duelo equilibrado, após um começo ruim no primeiro set e, principalmente, no match tie-break diante das atuais vice-campeãs de Wimbledon, definido com uma espetacular virada.  Assim, faturaram o bronze e superaram o até então melhor desempenho do tênis brasileiro nas Olimpíadas, o quarto lugar de Fernando Meligeni em 1996, nos Jogos de Atlanta. 

Pigossi e Stefani estrearam nos Jogos de Tóquio com vitória sobre as canadenses Sharon Fichman e Gabriela Dabrowski (7/6 e 6/4), depois passando por Markéta Vondrousova e Karolína Plískova (2/6, 6/4 e 13/11), da República Checa. E a vaga na semifinal foi obtida com o triunfo sobre as norte-americanas Bethanie Mattek-Sands e Jessica Pegula (1/6, 6/3 e 10/6). 

No entanto, a chance de ouro chegou ao fim com a derrota para as suíças Belinda Bencic e  Viktorija Golubic por 7/5 e 6/3. Mas reagiram no jogo do bronze, após um set inicial complicado e dificuldades no match tie-break e conquistaram a oitava medalha do Brasil em Tóquio, sendo uma de ouro, três de prata e, agora, quatro de bronze - há uma nona assegurada, pelo boxeador Abner Teixeira.

Fonte: CNN Brasil