Sergio Moro, que se mudou para os Estados Unidos depois que deixou o cargo de ministro da Justiça e da Segurança Pública, esteve na semana passada em Brasília e em Curitiba, para resolver pendências pessoais e intensificar conversas políticas.

Moro ainda não decidiu se será ou não candidato ao Planalto em 2022. A decisão será tomada até novembro.

O Antagonista apurou que a deputada federal Renata Abreu, presidente nacional do partido, quer, de toda forma, a filiação do ex-juiz da Lava Jato e apresentou a ele também a possibilidade de concorrer ao Senado pelo Paraná.

Ainda que Moro não dispute a Presidência, o Podemos pretende manter a intenção de candidatura própria, ao menos por enquanto. Renata Abreu tem participado das conversas com a turma do “centro” que busca uma terceira via. Uma das possibilidades seria o senador Alvaro Dias ser, novamente, lançado ao Planalto.