O atletismo mundial está em luto. Nesta quarta-feira, a Federação Queniana de Atletismo confirmou a morte de Agnes Jebet Tirop, bronze nos 10.000 do Mundial de 2019 e quarta colocada dos 5.000m nas Olimpíadas de Tóquio. Apenas um mês depois de bater o recorde mundial dos 10km em provas de rua, a atleta de 25 anos foi encontrada morta a facada dentro de casa na cidade queniana de Iten.

A corredora foi encontrada sem vida pelos vizinhos, que relataram ter escutado uma discussão na noite anterior. O marido de Tirop, que é um policial, é o principal suspeito e está desaparecido.

- O Quênia perdeu uma joia que era um dos gigantes do atletismo em ascensão mais rápida no cenário internacional. Ficamos muito perturbados ao saber sobre a morte prematura da medalhista de bronze mundial dos 10.000 metros, Agnes Jebet Tirop - afirmou em nota a Federação Queniana de Atletismo.

Fonte: GE