O senador capitão Styvenson Valentim (Podemos) fez uma espécie de balanço dos seus primeiros meses na política potiguar, desde a sua decisão de participar da campanha de 2018 até sua estreia no plenário do Senado. Em artigo publicado na Tribuna do Norte, o parlamentar diz que "independente do quão seja difícil, em meu horizonte, está o Rio Grande do Norte".

"Difícil acreditar que, sem apoio partidário institucional, 745.827 pessoas tomassem conhecimento das minhas propostas e decidissem confiar em mim para representá-las. Mesmo diante da ira de muitos políticos locais", disse o senador no texto.

Styvenson afirma que apenas neste primeiro mês de mandato apresentou três projetos de lei, dois requerimentos de informação, pediu a instação de uma CPI com o apoio de outros 29 senadores, passou a integrar oito comissões permanentes e foi recebido por quatro ministros, além do encontro com o presidente em exercício Hamilton Mourão. No balaio, também consta duas reuniões com a governadora Fátima Bezerra e com 25 prefeitos dos 167 municípios potiguares.

"Este primeiro mês tem um balanço que vai além dos números. É intraduzível. Mas pode ser colocado em breves palavras. Meus pais me ensinaram que trabalho mal feito redunda em trabalho dobrado. Tenho refletido muito sobre isso e tenho a absoluta certeza de que cada ato meu, no Parlamento, sempre terá a premissa de não ter de refazer nada. Recebi muito mais do que uma tarefa desafiante: recebi uma missão de vida", finalizou.