O secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca do Rio Grande do Norte, Guilherme Saldanha, afirmou que o Terminal Pesqueiro de Natal será um dos equipamentos mais procurados no leilão de concessão marcado para o dia 25 de novembro próximo. Segundo ele, o aparelho está em “excelentes condições” e ainda tem o diferencial de ter licença ambiental.

“O Estado do Rio Grande do Norte fez muito bem seu dever de casa, deixou um terminal em excelentes condições e eu não tenho dúvida que será um dos mais procurados no leilão”, afirmou o secretário da SAPE.

O Terminal Pesqueiro de Natal está com 97% das obras concluídas, mas as serviços estão paralisadas há 9 anos. Após o leilão, o secretário acredita que até o meio do ano que vem o aparelho estará em funcionamento.

“Vai ser o maior entreposto frigorífico do Rio Grande do Norte. Então ela [a empresa que vencer] tem capacidade de fazer muita coisa ali dentro do terminal pesqueiro”, acrescentou Guilherme Saldanha.

O secretário disse ainda que espera que o leilão atraia um “grande player mundial” que atue no segmento da pesca para explorar o terminal. “Se a gente atrai uma grande empresa para atuar nesse mercado, do ponto de vista mundial, a gente vai abrir um mercado fabuloso, fantástico”, destaca.

A empresa que vencer o leilão no dia 25 de novembro ainda terá que desembolsar aproximadamente R$ 3 milhões no terminal, segundo o secretário.

O presidente da República Jair Bolsonaro incluiu o Terminal Pesqueiro Público de Natal no Programa Nacional de Desestatização (PND). A medida foi publicada em decreto no Diário Oficial da União do dia 6 de julho passado.

Assista à entrevista completa: