O apresentador Bruno de Luca se emocionou em live com a atriz Fernanda Souza, na noite de sexta-feira (16), no Instagram. Durante o bate-papo, Fernanda contou que ele a "salvou" no primeiro dia de escola em 1999, no Rio de Janeiro, logo após ela se despedir das gravações de "Chiquititas", que aconteciam em Buenos Aires, e ser contratada pela Globo.

"Quando eu cheguei no Rio, em 1999, eu fui estudar no colégio Anglo Americano. No primeiro dia de aula, eu estava muito nervosa e ansiosa, tinha acabado de sair de 'Chiquititas', então, foi um furdunço no colégio porque a 'Mili' estava lá. Parou o colégio, por causa da personagem, que era muito estourada na época. Eu nem comia. No primeiro dia de aula, quando deu intervalo e eu sai da sala, tinha tanta gente na porta, que eu não conseguia sair", afirmou Fernanda.

Em seguida, ela contou a ajuda que recebeu do amigo. "E do nada, veio o Bruno De Luca, que não me conhecia, e abriu o caminho, falando: 'Gente, deixa ela ter um pouco de recreio, deixa ela ficar um pouquinho tranquila'. Ele me levou para dar uma volta e conhecer o colégio, e eu fiquei tão chocada, porque ele era um cara da televisão, que eu cresci vendo e, de repente, eu estava estudando no mesmo colégio que ele", disse.

"Ele me deu uma força no primeiro dia de aula, que geralmente, o primeiro dia é tão difícil, principalmente para quem está mudando de cidade, de país, e ainda vem com essa carga de ser uma personagem famosa", destacou a atriz.

Fernanda agradeceu Bruno pelo auxílio naquela época. "Eu queria te agradecer publicamente por esse dia, porque eu te amo desde aquele dia. E isso tem 20 anos ou mais. Te amo. Você é dos meus amigos, mais querido e vibe boa", elogiou. Foi quando Bruno começou a chorar e também elogiou Fernanda.

"A gente fala sério o tempo todo. É tão diferente para o público ver a gente assim. Eu sempre fui muito empático. E quando eu te vi no colégio... Sempre achei seu trabalho fod*. Quando você chegou eu te abracei e a gente ficou junto até hoje", recordou.

Fonte: UOL