Ainda dentro da pesquisa eleitoral, o instituto Brâmane também trouxe números da corrida eleitoral pela cadeira que o Rio Grande do Norte tem no Senado Federal. No cenário estimulado, onde os eleitores são apresentados aos nomes dos pré-candidatos, Carlos Eduardo e Rogério Marinho estão tecnicamente empatados, dentro da margem de erro amostral da pesquisa. Numericamente, o ex-prefeito de Natal tem 25,5% das intenções de voto e Rogério Marinho tem 21,6%.

O deputado federal Rafael Motta vem logo em seguida com 11,1% das intenções de voto. O ex-senador Ney Lopes aparece em quarto com 2,1% da preferência do eleitorado.

Os demais nomes não atingiram a margem de erro. Indecisos corresponderam a 27% do eleitorado. Brancos e nulos somaram 10,9%.

Ainda dentro da pesquisa eleitoral, o instituto Brâmane também trouxe números da corrida eleitoral pela cadeira que o Rio Grande do Norte tem no Senado Federal. No cenário espontâneo, que é aquele em que os eleitores não têm acesso a qualquer nome e falam o primeiro que lhes vêm à cabeça, Carlos Eduardo e Rogério Marinho estão praticamente empatados com menos de 1% de diferença. O ex-prefeito de Natal tem 13,7% das intenções de voto e Rogério Marinho tem 12,8%.

O deputado federal Rafael Motta aparece logo em seguida com 8,1% das intenções de voto. O senador Styvenson Valentim, que já é senador e que não disputará o pleito, ainda foi citado por 2,1%. Os demais nomes não atingiram a margem de erro amostral da pesquisa. Os indecisos chegaram a 48,7%.

Para a realização do estudo divulgado pelo Blog do BG, o instituto Brâmane entrevistou 2.000 eleitores potiguares entre os dias 14 e 17 de junho. Os resultados foram calculados com margem de erro de 2,19% para mais ou para menos e com intervalo de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob os protocolos RN-03991/2022 e BR-02343/2022.

Com informações do Blog do BG