A compra da casa própria foi a resposta mais frequente do potiguar quando perguntado sobre quais seus maiores desejos para o próximo ano. Essa foi a escolha de 29% dos entrevistados — de acordo com a Pesquisa MAIS RN/Conectar, no caso da soma das opções de múltipla escolha, ou seja, quando o entrevistado pode fazer mais de uma opção ao responder.  A pesquisa divulgada nesta sexta-feira (27/05) pela FIERN apresenta a opinião do norte-rio-grandense a respeito de temas relacionados a comportamento, sentimento em relação ao Estado e perspectiva para o próximo ano. O levantamento foi apresentado dentro da programação da Semana da Indústria.

A pesquisa também apontou Expectativas são positivas, mas busca pelo emprego tem dificuldade opinam os norte-rio-grandenses e ainda que o Potiguar tem confiança em um futuro melhor e acredita no crescimento do Estado.

Entre os maiores desejos, também tiveram citações expressiva, “abrir o próprio negócio”, com 24%; conseguir um emprego, 17%; casar, namorar, se relacionar emocionalmente, 15%; colocar o filho na faculdade ou em uma boa escola, também com 15%; estudar, fazer faculdade ou um curso novo, 13%; ter um plano de saúde, 12%; e comprar um automóvel, 11%. Esses percentuais são nas respostas com múltiplas escolhas.

Na análise dos dados estratificados, constata-se que, entre os homens, abrir seu próprio negócio (26%) e comprar uma casa (25%) são os desejos mais citados e estão empatados como os mais citados. Entre as mulheres, não há empate, comprar sua própria casa é isoladamente o maior desejo (33%). Outro destaque entre as mulheres é o maior desejo de ter um plano de saúde. As prioridades também mudam conforme a idade dos entrevistados, o anseio de estudar e fazer uma faculdade é maior entre os jovens.

Entre os entrevistados com idade entre 45 e 59 anos, o destaque é meta de colocar os filhos em uma boa escola ou faculdade. Já entre os mais velhos, cresce o interesse em ter um plano de saúde e de viajar. Em primeiro lugar, entre quem não tem instrução, está a aquisição de um plano de saúde. E entre aqueles com um rendimento de até um salário mínimo o sonho mais intenso é conseguir um emprego. A conquista de um trabalho é destaque também entre os entrevistados não economicamente ativos, o que mostra que a condição deles é reflexo da situação econômica do país.

A Pesquisa Mais RN/Conectar foi aplicada entre os dias 6 e 10 de maio de 2022, realizada junto à população de 16 anos ou mais do Rio Grande do Norte, tendo como fonte da amostra o censo e o PNAD no IBGE e coleta de dados na aplicação de entrevista pessoais. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro de 3,1% para mais ou para menos.