Destaque negativo na semana, o deputado estadual Michael Diniz (SDD) foi alvo de uma representação da deputada Isolda Dantas (PT) na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa por "quebra do decoro parlamentar". O requerimento da petista foi apresentado nesta sexta-feira (24), dois dias depois do deputado recém-empossado afirmar que não respeita, despresa e repudia o Movimento LGBT, a quem, segundo ele, deveria ser submetido a "tratamento psiquiátrico". 

Por sinal, nesse pronunciamento em que proferiu ataques ao Movimento LGBT, Michael Diniz também citou a deputada Isolda Dantas, que estaria promovendo uma audiência pública com o Conselho de Psiquiátria. 

"A conduta do Deputado Michael Diniz (SDD), incompatível com este parlamento, reproduz uma violência às pessoas LGBTI, já tão alijadas, inseguras e vulneráveis; que sofrem preconceitos e discriminação; que são agredidas verbal e fisicamente. Imperioso ressaltar que o que não cabe mais na sociedade são comportamentos como o do citado parlamentar", afirmou a deputada petista na representação movida na Comissão. 

"O Deputado Michael Diniz pratica e incita a violência de gênero; incita a prática do crime de homofobia. Sua conduta é incompatível com a dignidade da pessoa humana, dos direitos e das liberdades e até mesmo com a dignidade desta Casa", acrescentou Isolda Dantas. 

Com informações do Portal 96 FM