Ao participar da abertura do Seminário “Novo Mercado do Gás – Regulamentação e Avanços no Rio Grande do Norte”, no auditório Albano Franco da Casa da Indústria, o diretor do Mais RN, empresário Marcelo Rosado, destacou que há uma retomada do setor.

O Seminário — promovido pela Potigás, com apoio da FIERN, SEBRAE, Governo do Estado e CREA-RN — marcou o primeiro ano de vigência da Nova Lei do Gás, que definiu o novo marco legal do setor no país.

Para Marcelo Rosado, neste período houve uma mudança de tendência que favoreceu a evolução da produção e utilização desta fonte de energia, embora ainda tenha necessidade das medidas complementares.

“As indústrias estão refletindo sobre sua matriz energética. Alguns proprietários de veículos também repensam sobre qual combustível devem utilizar”, observou. O diretor do MAIS RN acrescentou que a FIERN tem incentivado a discussão para melhorar a política tributária e uma atuação com mais agilidade dos órgãos de licenciamento.

“Isso é relevante para que se tenha um ambiente propício aos investimentos e, assim, um crescimento da produção e, com um aumento da oferta de energia proveniente dessa fonte no Estado. Por isso, a Federação das Indústrias participa dos debates e da elaboração da proposta que está na Assembleia Legislativa para regulamentar a distribuição do gás natural”, disse.

Ele assinalou também que a expansão do setor contribui para o Rio Grande do Norte contar com uma alternativa de matriz energética sustentável, que tem viabilidade econômica e ambiental. “Isso implica atração de investimento. Nesse sentido, o seminário destaca a importância do gás natural não só para termos o aproveitamento dessa riqueza que o Estado dispõe, mas também para ampliar o conhecimento sobre usar da forma correta e da melhor maneira possível essa energia”, comentou.

Também participaram do seminário o vice-governador Antenor Roberto, os secretários Aldemir Freire (Planejamento e Finanças) e Sílvio Torquato (Desenvolvimento Econômico), a coordenadora do Departamento de Gás Natural do Ministério das Minas e Energia, Jaqueline Meneghel; Hélio da Cunha, da Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP); a presidente do Conselho Regional de Engenharia, Ana Adalgisa; e o presidente da Rede Petro, Gutemberg Dias; e o diretora da Empresa de Pesquisa Energética, Heloísa Borges, além de gestores do Sistema FIERN.

No encerramento do seminário, a presidente da Potigás, Larissa Dantas, transmitiu o cargo para Marina Siqueira.