O Banco do Nordeste investiu um total de R$ 3,3 bilhões na economia do Rio Grande do Norte no ano passado. Os resultados de 2021 e as expectativas para 2022 foram apresentados pelo presidente do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), José Gomes da Costa, durante a reunião do Conselho Deliberativo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), nesta quarta-feira (15), com a participação de diretores da FIERN.

O vice-presidente da FIERN, Francisco Vilmar Pereira, ponderou que as operações do microcrédito sejam feitas de forma pré-fixada e não pós fixada. “Ponto importante porque sabe-se o valor a se pagar. Se for pós, não há como saber quanto vai pagar por questões de uma possível inflação”, explicou. Vilmar destacou ainda a confiança demonstrada pelo presidente do BNB no empresariado do Rio Grande do Norte.

Para o diretor 1º secretário Heyder de Almeida Dantas, que representou o presidente Amaro Sales no encontro, o presidente do BNB vem somar junto ao superintendente do banco no RN, Thiago Dantas com o bom trabalho desenvolvido no estado. “É uma pessoa solícita que tem deixado uma boa abertura para o empresariado do Rio Grande do Norte e que isso venha a gerar bons negócios para o estado”, ressaltou.

Já o diretor 1º tesoureiro Roberto Serquiz parabenizou o presidente do BNB pela visão de avanço e a percepção de melhoria nos serviços.

José Gomes da Costa frisou que reunir as lideranças do empresariado é importante para mostrar as ações do banco assim como esclarecer eventuais questionamentos referente à negociações com o Banco do Nordeste. Outro dado apresentado foi que, no RN, foram fechados 259,7 mil contratos pelo BNB em 2021.

O encontro também contou com a presença do diretor da FIERN, Antônio Leite Jales, além de representantes de entidades ligadas ao setor produtivo no Rio Grande do Norte.