As exportações do Rio Grande do Norte subiram 62,3% no período de janeiro a maio deste ano, em comparação com o mesmo período de 2021. Os produtos com maiores valores exportados nestes cinco meses foram óleo diesel (fuel oil), melões, peixes, tecidos de algodão, melancias e sal. As informações são divulgadas pelo Centro Internacional de Negócios da FIERN, que mensalmente sistematiza os dados sobre o mercado externo do Estado, apresentado com plataforma elaborada pelo MAIS RN.

O óleo diesel foi um dos principais itens de crescimento da pauta de exportações do RN. Em valores, foram R$ 123,928 milhões de janeiro a maio. Os demais produtos tiveram desempenho expressivo no período. “O crescimento dos demais produtos foi de 43,1%, percentual muito relevante para as exportações regulares da pauta do RN”, aponta o relatório do CIN.

O principal destino das exportações do Estado continua sendo Singapura, que adquire o óleo diesel produzido no Rio Grande do Norte, seguido pelos Estados Unidos. Holanda, Espanha e Reino Unido seguem na mesma posição na lista dos principais mercados externos dos produtores exportados pelo RN dos períodos anteriores analisados. Para Singapura, vão 25% os valores comercializados pelo Rio Grande do Norte e, para os Estados Unidos, 8,06%.

Ao comparar os dados com o mês imediatamente anterior, as exportações de maio ficaram 52,5% menores que as de abril deste ano. No comparativo com o mesmo mês de 2021, as vendas externas do RN em maio de 2022 foram 46,3% menores que as de maio de 2021. “Importante observar que, ao contrário de abril deste ano e maio de 2021, não houve registro de exportação de óleo diesel em maio, o que explica essa queda acentuada em relação a esses dois meses”, aponta a análise o CIN.

Confira o Demonstrativo Balanço do Comércio Exterior do RN na íntegra, acessando:

Comércio Exterior do RN – Janeiro a Maio 2022