A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou na segunda-feira (5) que multou em R$ 15,2 milhões as empresas do setor farmacêutico por comercializarem sedativos e bloqueadores musculares destinados ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus por preço acima do autorizado no país.

As multas foram aplicadas pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (SCMED), órgão interministerial cuja secretaria-executiva é exercida pela Anvisa.

As fiscalizações que levaram às punições tiveram início em julho do ano passado, “quando foi criada uma força-tarefa específica para atuar durante a pandemia de covid-19”, afirma a agência, em nota.

Entre julho de 2020 e março de 2021, foram instaurados 139 processos e aplicadas 64 multas a empresas do ramo farmacêutico.

As informações sobre os preços de medicamentos acima do normal foram solicitadas junto a empresas farmacêuticas, às Secretarias de Estado de Saúde, às Secretarias Municipais de Saúde das capitais e à Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Fonte: Poder360