A compra do Newcastle pelo fundo de investimentos públicos da Arábia Saudita incomodou os clubes ingleses. De acordo com o jornal "The Guardian", os outros 19 clubes do Campeonato Inglês se uniram para exigir uma reunião de emergência na próxima semana para discutir o assunto.

Segundo o jornal, os clubes não tem como meta atrapalhar o negócio do Newcastle, mas sim cobrar explicações sobre o aviso tardio da compra do time inglês pelos sauditas.

Além disso, os demais membros da primeira divisão inglesa temem que a imagem da Liga seja prejudicada, já que o líder do fundo de investimento é o príncipe saudita Mohammed Bin Salman, alvo de organizações de direitos humanos. O mandatário também é apontado como responsável pelo assassinato do jornalista norte-americano Jamal Khashoggi.

O "The Guardian", porém, também afirma que chegada de um novo milionário à Premier League preocupa os demais clubes por conta de uma possível "inflação" no mercado da bola, tanto na compra de jogadores quanto em salários.

Tanto o diretor executivo da Liga inglesa, Richard Masters, quanto o presidente Gary Hoffman receberam reclamações dos demais clubes, principalmente porque a primeira tentativa de acordo entre Newcastle e fundo saudita, em março de 2020, foi negado quatro meses depois.

Fonte: UOL