O senador Jean Paul Prates, do PT, afirmou, em entrevista ao programa Meio Dia RN com BG, da rádio 96FM, que o processo que levou ao anúncio do apoio do partido à pré-candidatura do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) ao Senado, foi “um pouco apressado precocemente” e “não bem consolidado”.

Prates disse que é um homem de partido, que se colocou à disposição para voltar a suplente de senador e que o partido é quem decide.

Quanto a Carlos Eduardo, o senador, que assumiu a cadeira após eleição de Fátima Bezerra para o governo, Prates disse que eles não tem tido tempo para montar uma agenda comum de eventos públicos.

O senador disse não considerar demérito ou desmerecimento algum o fato de o PT ter decidido que ele será suplente do candidato a senador nas próximas eleições. “Saí do banco de reservas para substituir o camisa 10 do time – a governadora Fátima Bezerra – e fiz meus golzinhos'”, lembrou.

Com informações do Blog do BG