A Justiça do Rio determinou o arquivamento da investigação contra o youtuber e influenciador Felipe Neto por ter chamado o presidente Jair Bolsonaro de genocida.

Em março, a Justiça do Rio já havia suspendido, através de liminar, o inquérito que investigava o caso, aberto após pedido do filho de Jair, Carlos Bolsonaro.

A investigação estava por conta da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática, com base na Lei de Segurança Nacional.

Fonte: G1