O juiz Fabricio Reali Zia, do TJSP, reconheceu o direito do ex-chefe do departamento de humor da Globo Marcius Melhem (foto) de divulgar mensagens de uma conversa pessoal com Dani Calabresa (foto), que o acusa de assédio sexual, em escândalo revelado em 2020.

A informação é da Revista Veja, publicada nesta quinta-feira (4).

Calabresa havia entrado com um recurso para manter em sigilo as mensagens, que fazem parte dos autos do processo de assédio sexual.

Melhem divulgou à imprensa as mensagens em questão, datadas de 2016 e 2019, logo após o escândalo estourar e ele ser demitido da Globo.

Com informações do O Antagonista