Tem gente que, em qualquer situação, está sempre ao lado de qualquer pessoa que não seja o lado da Polícia. E o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), parece ser um caso desse. Nesta quinta-feira (23), o petista criticou a prisão do ex-ministro Milton Ribeiro, mesmo ele tendo feito parte do governo que o antagoniza politicamente. 

Em postagem publicada pelo portal O Antagonista, Lula afirmou que reprovava a prisão de Milton Ribeiro feita pela Polícia Federal (PF) e declarou que, para prender, é necessário apuração.  Lula ainda questionou se há provas contra o ex-titular da Educação. Ou seja: não sabe o caso a fundo, mas já condenou a ação policial. 

“Prisão depende de apuração, de prova. Você não pode prender porque vai prender. Não. Você tem prova contra o cidadão? Está provado que ele roubou? Você faz um processo e aí a Justiça decide se vai prender ou não”, disse Lula em entrevista à rádio Difusora de Manaus (AM). 

“Eu defendo o direito à defesa para todo mundo. O direito à defesa é um valor monumental da democracia neste país”, afirmou.

O ex-ministro teve prisão preventiva decretada por suspeitas de corrupção na pasta que chefiava. Além de Ribeiro, os pastores-lobistas Gilmar Santos e Arilton Moura também foram presos na mesma operação da PF.

Com informações do Portal 96 FM