Em entrevista a um podcast ontem, o ex-presidente Lula da Silva disse que poderia ter fugido do Brasil para não ser preso, mas optou por ficar e para “provar que era inocente”.

Eu precisava provar que o Moro era mentirosoEu poderia ter saído do Brasil, poderia ter ido para outro país, poderia ter ido para uma embaixada. Mas eu precisava provar que o Moro era mentiroso, precisava provar que a força-tarefa de Curitiba era uma quadrilha. Se eu fugisse, ia aparecer uma fotografia minha: ‘O fugitivo’. Então, graças a Deus, eu provei.”

O ex-presidente ainda voltou a dizer que foi condenado por um “fato indeterminado”.

“Tô até hoje perguntando para esse Moro: ‘Diga, diga, o que é que eu roubei?’ Na sentença que ele deu para mim, sabe qual foi o crime que ele deu para mim? ‘Fato indeterminado’. Eu fui condenado por um fato indeterminado. Esse sem vergonha não teve a coragem de dizer, poderia ter dito.”

Fonte: O Antagonista