O Rio Grande do Norte arrecadou R$ 680 milhões em impostos estaduais no mês de maio de 2022, maior valor de arrecadação mensal desde novembro de 2021. Esse montante representa um aumento de 22,3% em comparação com maio de 2021, além de uma alta de 9,5% comparado ao mês de abril de 2022.

Os números são do Boletim da Evolução Fiscal do RN, publicado pelo MAIS RN, o núcleo de pensamento e planejamento estratégico da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN). As informações sobre arrecadação de tributos estaduais (ICMS, IPVA e ITCD) também estão disponíveis e detalhadas na plataforma de Business Intelligence da Evolução Fiscal do Estado, desenvolvida e atualizada pelo MAIS RN com dados da Secretaria Estadual de Tributação (SET).

A publicação destaca que o valor de ICMS arrecadado em maio foi de R$ 653 milhões, o que representa alta de 31,6% em comparação com maio de 2021 e de 14,9% comparado a abril de 2022.

Outro valor em destaque é a arrecadação de ICMS pelo setor de Combustíveis, R$ 121 milhões (equivalentes a 23,27% do total). O número é o mesmo que o Comércio Varejista. A lista é seguida pelo Comércio Atacadista, com R$ 131 milhões (21,73%); Energia Elétrica, com R$ 73 milhões (14,04%); Indústria de Transformação, com R% 66 milhões (12,69%); e Comunicações, com R$ 26 milhões (5%).

Confira a plataforma de BI da Evolução Fiscal do Rio Grande do Norte, acessando o link: https://bit.ly/3xx2wDE