O MDB do Senado anunciou Simone Tebet (MS) para ser a candidata do partido à presidência da Casa.

Os senadores avaliaram que a Tebet tem o perfil mais competitivo para enfrentar Rodrigo Pacheco (DEM-MG), candidato de Davi Alcolumbre (DEM-AP), atual presidente.

Pelas contas do partido, Simone larga na disputa com 35 votos, contra 46 de Pacheco. O MDB possui uma bancada de 15 senadores e deve fechar um bloco com o PSDB e o Podemos, que somam 15 senadores, no total.

Feito isso, a ideia é atrair partidos que ainda não têm apoios, assim como dissidentes cujas siglas já firmaram acordo com Pacheco.

Por outro lado, os emedebistas mais próximos ao governo, como o líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-AM), e no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), ainda tentarão obter uma declaração de neutralidade de Jair Bolsonaro na disputa.

A decisão teve a interlocução do presidente do MDB, Baleia Rossi (SP). Para ele, além de ser mais independente quanto ao Palácio do Planalto, Tebet passa a imagem de renovação que o MDB quer passar.

Fonte: CNN