Luana Piovani se pronunciou sobre o pedido de desculpas público de Dado Dolabella, feito logo após ela se manifestar no Instagram sobre o caso de DJ Ivis, lembrando o episódio em que foi vítima de agressão por parte do ex-namorado.

“Meu caso foi difícil. Não era um momento onde era moda, não se falava em denunciar. Não tinha essa consciência das pessoas. E não tinha hashtag. Ele não ganhou um reality como se nada tivesse acontecido? Depois do meu caso, vieram mais denúncias de agressão contra ele. Três ex namoradas dele vieram me dizer que já tinham sido agredidas. Eu falei: “nossa, que legal, só me avisaram agora”. Se tivessem avisado antes, eu não teria namorado ele”, disse Luana à colunista Nina Lemos, do UOL.

Segundo Luana, seu relato incentivou outras mulheres que haviam sido agredidas por Dado, a também denunciaram. “E é por isso que é importante denunciar. Você ajuda outras mulheres a terem coragem de fazer o mesmo e salva outras de não entrar na mesma história, né?”.

Ela ainda revelou que apesar da publicação feita por Dado essa semana, o ator nunca lhe pediu desculpas pessoalmente. Pelo contrário.

“Você viu o testemunho dele? Ele ainda culpa o veganismo. Nenhum vegano vai se levantar contra ele e falar que não é isso o veganismo? Que alguém pode agredir o outro porque come carne? Não tem nada a ver. Aquilo de falar que me ama… Para mim aquilo foi sarcasmo, coisa de malandrinho carioca”, disparou. “Como assim? Vai falar isso 13 anos depois e pelo Twitter? Por que não me falou pessoalmente? Quando me encontrou dois meses depois não botou 15 amigos me chamando de ‘piranha’ no Baixo Leblon? Acha que vou ligar para desculpas pela internet?”, completou Luana.