O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Amaro Sales, deu início a uma agenda de contatos que visam parcerias comerciais e intercâmbio de tecnologia na área energética entre Rio Grande do Norte e Chile, em uma reunião realizada na tarde desta segunda (13) com o embaixador do Chile no Brasil, Fernando Mariano Schimdt Ariztia, e as diretoras dos escritórios comerciais do Chile em São Paulo e em Belo Horizonte, respectivamente, Maria Julia Riquelme e Fernanda Franco de Moura.

Na reunião, Amaro Sales confirmou a participação da Federação das Indústrias do RN no e-Encuentro Negócios Chile Brasil, que será realizado entre 19 e 22 de outubro, e incluirá rodadas de negócios entre empresas exportadoras e importadoras de ambos os países, além de apresentações de indústrias e empresas do setor turístico. São esperadas no evento cerca de 100 empresas exportadoras chilenas, 80 importadores brasileiros e mais de 60 empresas do ramo turístico.

O encontro desta terça entre FIERN e Embaixada do Chile contou com uma apresentação aos chilenos do Hub de Inovação e Tecnologia (HIT) do SENAI-RN, ao qual estão vinculados o CTGÁS-ER e o Instituto SENAI de Energias Renováveis (ISI-ER). O diretor do HIT, Rodrigo Diniz de Melo falou sobre o potencial eólico explorado hoje no RN, que está em torno de 6 GW, com mais de 180 parques eólicos em funcionamento – produzindo mais de cinco vezes o que é consumido pelo estado.

“Somos um estado francamente produtor de energia eólica, solar fotovoltaica e solar térmica”, explicou. “O Brasil tem hoje uma capacidade instalada em torno de 170 GW no território todo. Temos no RN potencial já medido por nós, para a produção de energia eólica off-shore, em torno de 130 GW”, detalhou. A reunião contou também com a presença do Diretor Regional do SENAI-RN, Emerson Batista, e do gerente do MAIS-RN, Pedro Albuquerque.

O embaixador do Chile manifestou o interesse de agendar, para breve, uma reunião técnica entre o Sistema Indústria do RN e a Associação Produtora de Hidrogênio do Chile, para tratar sobre energias renováveis, com ênfase também para a produção de hidrogênio verde, com a intenção de promover intercâmbio de práticas e tecnologias.

“Essa reunião de hoje trouxe vários elementos muito importantes para a nossa gente. Vamos promover uma videoconferência entre a FIERN, o SENAI-RN e a Associação Produtora do Hidrogênio no Chile, para que tenhamos uma conversa mais aprofundada. Reuniões sobre potencialidades do Chile e do RN que conduzam a um ponto comum. Creio que essa conversa é urgente”, afirmou o embaixador.

Amaro Sales confirmou o interesse da FIERN em prosseguir com uma agenda técnica com o Chile e formalizou o convite para que o embaixador e as diretoras de relações comerciais venham ao RN, para conhecerem pessoalmente a estrutura ligada ao setor energético mantida no CTGÁS-ER e no ISI-ER. “Fico muito feliz em estarmos iniciando esse intercâmbio de informações e definindo um fluxo para a construção de parcerias. Faço o convite oficial para recebê-los no RN e estreitarmos esses laços comerciais”, destacou.