O presidente do Santos, Andrés Rueda, convocou uma entrevista coletiva nesta segunda-feira e acusou um funcionário do clube de tentar subornar uma jogadora do Bragantino em uma partida entre os dois clubes pelo Campeonato Brasileiro Feminino. O dirigente não revelou o nome do acusado, que foi demitido. O clube de Bragança Paulista, em nota (leia no fim desta reportagem), confirmou o assédio à atleta.

– A gente teve um fato lamentável comprovadamente nesse fim de semana que talvez seja a cabeça de um iceberg do que está acontecendo no nosso futebol. Um funcionário do nosso clube, do futebol feminino, utilizando-se de um intermediário do Bragantino, tentou subornar uma jogadora do Bragantino para arranjar um resultado elástico já no primeiro tempo do jogo para efeito de apostas – disse Rueda.

A partida foi neste domingo e terminou empatada por 1 a 1. O Santos é o sexto colocado no campeonato, e o Bragantino está na lanterna, já rebaixado. Segundo Rueda, a jogadora supostamente procurada para receber o suborno acionou o diretor executivo do Bragantino, Thiago Scuro, e relatou o caso.

Com informações do Globo Esporte