O presidente Jair Bolsonaro reagiu a tentativa do PT de barrar o protocolo com uso precoce da cloroquina, devido a falta de comprovação científica para o medicamento. Os senadores petistas se uniram em uma representação apresentada ao Tribunal de Contas da União (TCU) para evitar que o remédio seja liberado na rede pública.

"Senadores do PT tentam impedir seu uso na rede pública. Sabemos que ainda não existe a comprovação científica para a Cloroquina, mas também sabemos que ela é recomendada por muitos médicos e muitas pessoas têm testemunhado sua eficácia. O PT não quer que os mais pobres, que procuram o SUS, tenham o direito de tentar a salvação via Cloroquina", disse Bolsonaro.