A Câmara dos Deputados e o Senado Federal elegem nesta sexta-feira (1º) seus novos presidentes para o próximo biênio. Na mesma data, tomam posse os novos parlamentares eleitos no pleito de 2018. Na Câmara, o deputado federal Rodrigo Maia (DEM) é considerado favorito e tem pavimentada a sua reeleição por contar com o apoio de mais de 15 partidos. Mas, a história do Congresso Nacional guarda inúmeros exemplos de que não convém cantar vitória antes do tempo.


No Senado a situação é exatamente o oposto. Pela primeira vez, a Casa chega ao dia da eleição da Mesa Diretora sem qualquer definição. A um dia da votação, nove senadores se declaram abertamente candidatos ou são tratados pelos pares como tais: Alvaro Dias (Podemos-PR), Ângelo Coronel (PSD-BA), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Espiridião Amin (PP-SC), Major Olímpio (PSL-SP), Reguffe (sem partido-DF), Renan Calheiros (MDB-AL), Simone Tebet (MDB-MS) e Tasso Jereissati (PSDB-CE).


Renan e Simone Tebet são considerados favoritos por serem do MDB, partido com maior bancada e que, tradicionalmente, assume o posto. Mas, com tantas possibilidades, façam as suas apostas.