O vereador de Alvorada do Sul, no Paraná, Diogo Canata, que mesmo preso foi reeleito em 2020, foi empossado por videoconferência nesta quarta-feira (13).

A sessão foi realizada com Canata na cadeia de Bela Vista do Paraíso, e os demais vereadores, empossados no dia 1°, no plenário da Câmara de Vereadores.

O vereador foi o quarto mais votado na cidade. Ele está preso desde julho do ano passado, sob suspeita de chefiar o tráfico de drogas em Alvorada do Sul. A posse ocorreu por determinação da Justiça.

Na sessão extraordinária de posse, Canata jurou respeitar a Constituição e disse que atuará de maneira correta durante o mandato.

Em razão da situação inusitada, os vereadores devem se reunir em breve para definir se a Câmara pagará os salários do parlamentar ou se o valor será suspenso enquanto durar a prisão.

"Nunca vi algo desse tipo, mas se o juiz liberou ele concorrer a eleição e o diplomou, a Câmara deve empossá-lo. A posse foi determinada pela Justiça, não é uma decisão nossa. Agora, a comissão vai definir se ele recebe ou não o subsídio. No ano passado, o salário foi suspenso", disse o presidente da Câmara de Alvorada do Sul, Nivaldo Palaro.

Segundo a Câmara de Vereadores, existe uma orientação do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) para suspender os salários neste caso.

Por ser uma orientação, a defesa de Diogo Canata pode recorrer se ele não aceitar decisão da Câmara. Os advogados também podem entrar com um pedido de licença por 120 dias.

O valor do salário dos vereadores de Alvorada do Sul é de R$ 4.800.

Fonte: G1