O senador Styvenson Valentim (PODEMOS-RN) anunciou na noite de sexta-feira (5) que será mesmo candidato a governador do Rio Grande do Norte. Contudo, os planos dele para o que fazer com as contas públicas, já circulam há mais tempo. E dentre as "tesouradas" que Styvenson pretende fazer, por exemplo, estariam uma redução considerável nos repasses do duodécimo aos poderes. 

A intenção seria reduzir o orçamento de todos como forma lógica de liberar recursos para investimentos em áreas mais "prioritárias", como saúde. O próprio Executivo, claro, seria alvo da medida, até para manter o discurso dele, de senador que mais reduziu gastos públicos de seu gabinete.

A diferença é que Styvenson deve propor que o Executivo não seja único. Os cortes passariam também pelo Judiciário, Legislativo e Ministério Público, por exemplo. 

Depois do Executivo, inclusive, o Tribunal de Justiça seria o maior alvo da redução de despesas orçamentárias, que estaria em torno dos R$ 100 milhões anuais, de acordo com informações publicadas pelo Portal 96.

A ideia seria reduzir o orçamento do TJ para que acompanhasse a média nacional, divulgada pelo Conselho Nacional de Justiça - o percentual hoje é de 6,8% e deveria ficar na média nacional, de 5,8%. 

Um novo hospital, novas unidades priprionais e melhoria de estradas estariam entre as áreas "beneficiadas" com o remanejamento dos recursos cortados.

Assista trecho da entrevista com Styvenson no vídeo acima.

Com informações do Portal da 96 FM