O ex-senador Eduardo Suplicy (PT), que faz 81 anos nesta terça-feira (21), interrompeu o lançamento do esboço do plano de governo da chapa do PT com outras siglas, no Centro de São Paulo, para dizer que não foi convidado e que teve sua proposta do renda básica de cidadania ignorada pelo partido.

"[Quero] entregar ao Aloizio Mercadante a proposta que não foi considerada ainda, entre os itens principais, a instituição da renda básica de cidadania, aprovada por todos os partidos, sancionada pelo presidente Lula e está no programa do PT há muito anos, todo ano. Ele tem alguma coisa comigo, não me convidou para esta reunião. Você sabe com quem que eu soube da reunião? Ontem a noite; 'Você não vai na reunião do partido?'. Não fui convidado, mas hoje eu estou aqui. E continuarei trabalhando muito para que Lula e Alckmin instituam a renda básica de cidadania enquanto eu estiver vivo ainda", disse o ex-senador de pé, fora dos microfones.

Durante a fala de Suplicy, os participantes riram do ex-senador.

Com informações do G1